Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Washington Post vende seu prédio por 159 milhões de dólares

Edifício próximo à Casa Branca, nos EUA, é negociado com empresa de ramo de imóveis. Desde agosto, jornal pertence a Jeff Bezos, fundador da Amazon

Por Da Redação - 28 nov 2013, 11h37

O jornal americano The Washington Post anunciou nesta quarta-feira a venda do prédio onde está localizada sua sede, próxima à Casa Branca, nos Estados Unidos, para a companhia do ramo de imóveis Carr Properties. A negociação foi realizada pela Graham Holdings, empresa da família Graham que gerenciou o jornal até agosto, e avaliada em 159 milhões de dólares (367 milhões de reais).

Leia também

Jeff Bezos: enfim um titã da web terá de vender notícias

De acordo com a publicação, as operações editoriais e de negócios vão continuar no edifício, que será alugado enquanto não houver uma definição da escolha de um novo QG. Até 1999, o prédio dedicava também parte de seu espaço à impressão da publicação, mas acabou inaugurando dois novos parques gráficos a regiões onde se concentrava boa parte de seus leitores.

Publicidade

O Washington Post passa por um processo de reformulação desde agosto, quando o americano Jeff Bezos, fundador e CEO da gigante americano do varejo digital Amazon adquiriu a publicação por 250 milhões de dólares. A compra – paga à vista – foi realizada por um escritório que representa os interesses do executivo, e não tem relação com o site de comércio virtual.

Fundado em 1877, é o título de maior circulação na capital dos Estados Unidos. Sua tiragem diária é de cerca de 480.000 exemplares, chegando a 840.000 unidades aos domingos. Em 1974, a publicação ganhou notoriedade ao ser a primeira a abordar o caso Watergate, que levou à renuncia do então presidente Richard Nixon.

Publicidade