Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TV 3D baratinha? Com certeza, em 2014

Um velho ditado diz que o consumidor que compra novidades paga mais caro por elas. De fato, produtos tecnológicos recém-lançados chegam ao mercado a preços salgados, e vão se tornando mais acessíveis à medida que esses itens se popularizam. Aí, desponta a dúvida: quanto tempo esperar para comprar aquela TV com tecnologia 3D tão desejada?

No caso de itens baseados em tecnologia, em particular, paciência é sinônimo de economia. De acordo com Humberto Barbato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abine), o valor desses produtos cai de forma expressiva dois anos após chegarem às lojas, em média.

A estimativa não é novidade. Em 1965, o americano Gordon E. Moore, então presidente da gigante Intel, concebeu uma teoria – que ficaria conhecida como Lei de Moore, em sua homenagem – para explicar ao mesmo tempo a evolução da tecnologia e dos preços dos itens tecnológicos. Segundo Moore, a capacidade dos microprocessadores, componentes que formam o coração dos computadores, dobra a cada dois anos, sem respectiva elevação de custo. Isso pode fazer com que o preço dos produtos que carregam essa tecnologia caia pela metade no mesmo período.

É verdade que nem sempre a conta funciona. Afinal, os aparelhos são desenvolvidos a partir de uma combinação de componentes cuja variação de preços obedece a outros fatores. “Temos o aumento da produção por conta da demanda, a competição, novos métodos de fabricação e a chegada de novas tecnologias”, explica Barbato.

Assim mesmo, a precisão da Lei de Moore impressiona, quando colocada à prova, como mostra o gráfico a seguir. Ele apresenta os preços de mercado de notebooks, celulares e TVs de LCD nos anos de 2006 e 2010. Simultaneamente, a partir dos valores de 2006, é aplicada a teoria para estimar os preços dos mesmos itens em 2010 e 2014. No caso das TVs 3D, que começaram a ser vendidas neste ano, foram considerados apenas seu atual valor de mercado e a previsão, segundo a Lei de Moore, para 2014.