Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rivais da Apple esperam que iWatch popularize wearables

Relógio inteligente da companhia deve ser anunciado na próxima semana

A maioria dos executivos de tecnologia ainda tem dificuldade para definir o termo wearable – gadget que pode ser usado como acessório pessoal, como óculos, relógios e pulseiras inteligentes. E eles esperam que a Apple faça isso por eles. A expectativa é de que, na próxima semana, a companhia anuncie um relógio inteligente que se comunica com o iPhone, informalmente chamado de iWatch. O lançamento pode servir de modelo para o resto do mercado, que tem encontrado dificuldade para despertar a atenção dos consumidores.

Leia também:

iWatch terá autonomia em relação ao iPhone, diz analista

Fabricantes rivais de eletrônicos têm comercializado centenas de produtos wearable no último ano. Mas as vendas ainda patinam. Durante a feira de eletrônicos IFA, que acontece em Berlim, executivos admitiram esperar que a Apple encontre a peça que falta para fazer o segmento wearable deslanchar. Aonde a companhia for, suas rivais planejam segui-la, trazendo suas próprias melhorias ou buscando nicho ignorados pela empresa.

“Se a Apple oferecer seu próprio produto, ela ampliará o mercado”, disse Sung-jin Lee, diretor da equipe de planejamento de relógios da LG Electronics. “Isso é o que gostaríamos”, diz Sunny Lee, presidente da divisão europeia da Samsung, quando questionado sobre o provável lançamento da Apple.

Analistas do setor acreditam que Apple deve anunciar seu aguardado relógio em 9 de setembro, para lançá-lo no mercado em 2015. As expectativas são altas. Se confirmado, o iWatch será o primeiro grande lançamento da companhia de Cupertino desde o iPad, que chegou às lojas em meados de 2010.

(Com agência Reuters)