Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Receita do Facebook cresce 60%, e base de usuários móveis, 45%

Faturamento supera marca de 2 bilhões de dólares no terceiro trimestre de 2013, segundo novo balanço financeiro, o sexto desde a abertura de capital

O Facebook registrou receita de 2,02 bilhões de dólares no terceiro trimestre de 2013, alta de 60% em relação ao mesmo período do ano passado (1,26 bilhão), segundo informou a companhia nesta quarta-feira. A rede social também teve um acréscimo em sua base de usuários no mesmo período, que saltou para 1,19 bilhão de pessoas conectadas (crescimento de 18% ante o mesmo período de 2012). O destaque, no entanto, está no universo dos dispositivos móveis: oito a cada dez cadastrados acessam o site por meio de um smartphone ou tablet. Foi o sexto resultado financeiro apresentado pela rede social desde que se tornou uma empresa de capital aberto, em maio de 2012.

Leia também:

O novo desafio do Facebook: fazer mais dinheiro em mercados como o Brasil

Os jovens não curtem mais o Facebook

Os caminhos para conquistar uma vaga no Facebook

Jovens continuam curtindo o Facebook, diz responsável pela estratégia de crescimento da rede

Facebook alcança marca de 76 milhões de usuários no Brasil

O volume de receita está ligeiramente acima do 1,9 bilhão esperado por analistas financeiros, segundo a Bloomberg. Do montante total faturado, 1,8 bilhão provém de publicidade, o equivalente a 89%. Pela primeira vez, metade da receita publicitária é decorrente dos anúncios apresentados em dispositivos móveis, universo altamente criticado por investidores quando a rede ingressou ao mercado financeiro. A rede social informou também que o lucro líquido trimestral deste ano foi de 425 milhões de dólares – no mesmo período do ano passado, a companhia amargou prejuízo de 59 milhões de dólares.

Outro resultado positivo apresentado pela empresa foi o alcance no universo dos dispositivos móveis, área à qual tem dedicado mais atenção. Segundo o balanço trimestral, o número de usuários que acessam a rede a partir de um smartphone ou tablet no terceiro trimestre de 2013 chegou a 874 milhões, acréscimo de 45% em relação ao mesmo período do ano passado.

Opinião

Com novo feed de notícias, Facebook estimula ‘vício’ na rede

Com ‘Home’, Facebook quer virar o telefone do século XXI

Para agradar a usuários e investidores, a empresa criada em 2004 por quatro jovens em um dormitório da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, lançou três grandes produtos só em 2013. Em janeiro, o Facebook surgiu com um novo sistema de buscas – que em português ganhou o nome de Busca Social -, permitindo ao usuário pesquisar e descobrir novas informações dentro da rede a partir das interações feitas pelos amigos. Em março, Mark Zuckerberg anunciou um novo formato do feed de notícias da rede, área responsável por mostrar aos usuários conteúdos publicados por amigos e também páginas das quais o cadastrado é fã. Em abril, foi a vez do Home, aplicativo que permite interação com amigos da rede social a partir de um único clique na tela principal do smartphone – sem a necessidade de acessar um browser ou aplicativo no dispositivo móvel.