Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Pioneiro, iFood testa drones para agilizar entregas de refeições

Operação experimental começou em Campinas, no estado de São Paulo e também no Sergipe, em voos intermunicipais

Por Da Redação Atualizado em 21 dez 2021, 18h07 - Publicado em 21 dez 2021, 12h39

As entregas de refeições por drones deixaram de ser ficção e entraram no campo da realidade no Brasil. E o iFood, uma das principais companhias do setor, foi pioneiro. Os testes de entregas com drones começaram em dezembro de 2020, na cidade de Campinas, interior de São Paulo, em parceria com duas empresas especializadas nos aparelhos. De outubro a dezembro, a operação foi testada também no Sergipe, em voos experimentais intermunicipais entre a capital Aracaju e a cidade de Barra dos Coqueiros.

Participaram da segunda fase as redes Madero e McDonald’s. Do shopping RioMar Aracaju, o drone atravessa o rio Sergipe e percorre 2,8 quilômetros até chegar em Barra dos Coqueiros levando pedidos. O aparelho levando a refeição pousa em um centro de distribuição, onde os entregadores a recolhem e levam-na até os clientes.

O trajeto leva apenas 5 minutos e 20 segundos, enquanto a entrega tradicional pode ter entre 25 e 55 minutos, dependendo do trânsito, que costuma ser carregado na única ponte de acesso à Barra dos Coqueiros, localizada na zona norte de Aracaju.

“Uma entrega realizada por drone leva muito mais que inovação, ela também amplia as possibilidades de alcance do delivery, como neste caso de Aracaju”, disse em comunicado à imprensa Fernando Martins, head de logística e inovação no iFood. “Nosso objetivo é aumentar a eficiência das entregas para todos: consumidores, restaurantes e entregadores, além de levar soluções tecnológicas e alternativas para o delivery em modais não poluentes.”

Continua após a publicidade

Publicidade