Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Pentágono revela furto de dados de fornecedor do governo

Mais de 24.000 arquivos foram acessados por 'serviço estrangeiro'

Por Da Redação 15 jul 2011, 14h09

William Lynn, secretário assistente de Defesa dos Estados Unidos, revelou nesta quinta-feira que mais de 24.000 arquivos confidenciais de uma fornecedora de equipamentos de segurança do governo americano foram furtados. O furto ocorreu em março de 2011 e, segundo Lynn, pode ter sido cometido por um serviço de inteligência estrangeiro. “Foram 24.000 arquivos, o que é muito. Mas não creio que seja o maior caso que já vimos”, disse o secretário.

Funcionários do Departamento da Defesa operam mais de 15.000 redes de computadores e sete milhões de máquinas em centenas de instalações em todo o mundo. As redes do departamento são alvo de milhões de tentativas de acesso criminoso diariamente.

Lynn acrescentou que uma estimativa recente calcula os prejuízos econômicos com a perda de propriedade intelectual e informações em computadores comerciais e do governo em mais de um trilhão de dólares.

O Pentágono prepara o lançamento de uma nova estratégia que designa o ciberespaço como “domínio operacional”, a exemplo dos espaços em terra, mar e ar. Isso dará às Forças Armadas do país condições de praparar ações de ataque e defesa.

Leia mais:

Estados Unidos se armam contra ataques cibernéticos

Quebra de segredo de tokens não deve alarmar usuários

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade