Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Japão tem o computador mais rápido do mundo, diz estudo

Criada para compilar dados do clima, máquina custou 975 milhões de euros

Por Da Redação - 21 jun 2011, 04h55

Um supercomputador fabricado pela companhia japonesa Fujitsu se tornou o computador mais rápido do mundo, segundo a classificação TOP500, elaborada por universidades alemãs e americanas e divulgada nesta terça-feira pelo diário Nikkei.

Produzida duas vezes ao ano, a lista dos computadores mais rápidos do planeta coroou o computador japonês “K”, ainda em desenvolvimento, como o mais veloz do mundo.

O supercomputador da Fujitsu, criado em colaboração com o instituto japonês de pesquisa Riken, foi capaz de efetuar 8.160 trilhões de operações por segundo, mais que o triplo do chinês Tianhe-1A, considerado o mais rápido na classificação anterior.

O projeto “K” conta com um investimento próximo a 112 bilhões de ienes (975 milhões de euros) e deve ser destinado ao cálculo de prognósticos da mudança climática.

Publicidade

Com o reconhecimento desta edição da TOP500, o Japão se colocou pela primeira vez nos últimos sete anos no topo de uma classificação que historicamente dominou, ao lado dos Estados Unidos, mas que nas últimas edições viu uma maior competência de China e Índia.

(com Agência EFE)

Publicidade