Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

iWatch, relógio inteligente da Apple, deverá ter tela curva

Segundo jornal japonês, empresa americana vai lançar produto em outubro, após anúncio da nova versão do iPhone

A Apple deve apresentar, em outubro, seu primeiro relógio inteligente, acessório até o momento conhecido como iWatch. De acordo com fontes do jornal japonês Nikkei, o produto receberá uma tela curva feita com a tecnologia OLED (diodo emissor de luz orgânico, na sigla em inglês) e coletará informações relacionadas à saúde, como consumo de calorias, qualidade do sono, glicose e nível de oxigênio no sangue.

Leia também:

Apple é cada vez mais iPhone. Isso é um problema? Seis recursos do novo sistema do iPhone “emprestados” dos rivais

O relógio inteligente da Apple também pode ter funções já presentes em alguns modelos de concorrentes, como a exibição de mensagens de texto (SMS) e e-mails. O novo produto deve chegar ao mercado com o iOS 8, nova versão do sistema operacional da Apple para dispositivos móveis que deve ser lançado pela empresa em setembro. Ele inclui o app Health, que reunirá todas as informações sobre saúde coletadas pelos sensores do acessório.

Segundo o Nikkei, a Apple planeja vender entre 3 milhões e 5 milhões de unidades do produto por mês. A expectativa de sucesso, em especial nos Estados Unidos, está relacionada às parcerias que a empresa de Cupertino firmou com hospitais. Isso permitirá que médicos sejam avisados por meio da internet quando dados coletados pelo iWatch apontarem problemas graves de saúde, como o risco de infarto.

Ao chegar ao mercado, o relógio inteligente terá que disputar a preferência dos usuários com rivais que já estão nas lojas há algum tempo. A Sony, por exemplo, já possui duas gerações de seu relógio inteligente no mercado e lançou recentemente a pulseira inteligente SmartBand. A Samsung, principal rival da Apple no mercado de smartphones, anunciou recentemente a segunda geração de wearables, que conta com dois relógios e uma pulseira inteligente.