Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

iTunes estreia no Brasil com Ivete Sangalo e Roberto Carlos

Operação começou nesta terça-feira. Após 8 anos, companhia chega ao país com projeto que revolucionou a indústria, apresentando alternativa à pirataria

Por Da Redação 13 dez 2011, 08h59

Esta terça-feira pode ser considerada uma data histórica para a música digital no Brasil. Finalmente, a Apple disponibilizou a coletânea de músicas da loja iTunes no país. No ar desde 2003, o estabelecimento virtual revolucionou a indústria da música com a premissa de vender material original e legalizado, através de um meio dominado pela pirataria e pelo desrespeito aos direitos autorais. Agora, os brasileiros poderão navegar e adquirir itens presentes no acervo crescente do serviço – que, nos Estados Unidos, conta com 20 milhões de fonogramas. No lançamento do projeto, eram 200.000.

No Brasil, a loja da Apple estreia com grandes nomes da música, como Ivete Sangalo e Marisa Monte. O destaque especial, contudo, é o acervo do Roberto Carlos, que reúne toda a obra produzida ao longo da carreira do cantor brasileiro.

A iTunes Brasil chega com um catálogo de 20 milhões da canções. Entre o conteúdo oferecido pela loja on-line também estão artistas internacionais, como Beatles, Rihanna e Coldplay. O preço de cada música, em média, é de 99 centavos de dólar, o equivalente a 1,82 real. Cada álbum pode ser baixado por 9,99 dólares, ou 18,40 reais.

Para disponibilizar as músicas no Brasil, a Apple fechou acordos com as principais gravadoras do país, como EMI Music, Sony Music Entertainment, Universal Music Group e Warner Music, além de selos independentes.

A loja da Apple também oferecerá filmes, a exemplo do que já ocorre nos países onde opera. A base brasileira, contudo, oferece apenas 1.000 títulos, alguns em HD. O usuário pode alugar ou comprar um longa através da iTunes Brasil. Entre os estúdios parceiros no país para a distribuição dos filmes estão 20th Century Fox, Paramount Pictures, Sony Pictures Home Entertainment, Universal Pictures, The Walt Disney Studios e Warner Bros. Pictures.

O serviço iTunes in the Cloud, que permite ao usuário armazenar arquivos, como músicas e filmes, na nuvem e acessá-los a partir de vários dispositivos conectados à internet chega ao país simultaneamente pelo preço de 24,99 dólares – o equivalente a 46 reais – por ano.

Além do Brasil, o iTunes estreia também em outros 15 países da América Latina.

A Apple chega com dois desafios: combater rivais já consolidados no mercado e lidar com um público resistente à aquisição legalizada de música na web. De acordo com Federação Internacional da Indústria Fonográfica (sigla IFPI em inglês), 44% dos usuários de internet no Brasil baixam músicas de sites de serviços ilegais. Só a Espanha tem cifra superior: 45%. Curiosamente, a IFPI aponta que México, Argentina e Brasil são responsáveis por 80% das vendas de músicas digitais na América Latina. No mundo, o mercado detém 29% do lucro gerado pela indústria da música, cerca de 4,6 bilhões de dólares.

Continua após a publicidade
Publicidade