Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Google fecha acordo com editoras americanas

Editores decidirão se querem ou não suas obras no Google Books

Por Da Redação 4 out 2012, 18h11

A Associação Americana de Editoras (AAP, na sigla em inglês) e o Google anunciaram nesta quinta-feira um acordo sobre a digitalização de conteúdos protegidos por direitos autorais para o projeto da biblioteca virtual (Library Project) da empresa de buscas.

Leia também:

Biblioteca digital do Google sofre derrota na Justiça

Google vai digitalizar 250.000 livros da Biblioteca Britânica

O acordo, que pôs fim a um litígio que já durava sete anos, veio após o Google aceitar que as editoras decidam se querem ou não que suas obras façam parte da coleção digitalizada pelo gigante de buscas, disponível no Google Books. No entanto, apenas 20% do conteúdo total de cada obra é acessado gratuitamente.

A disputa legal entre a AAP e o Google começou em outubro de 2005, quando cinco editoras (The McGraw-Hill Companies, Pearson Education, Penguin Group, John Wiley & Sons e Simon & Schuster) processaram o Google por infringir as leis de direitos autorais.

O objetivo do Google Library Project é, segundo o site oficial da empresa, “facilitar a busca de livros relevantes, especialmente aqueles que não podem ser encontrados de nenhum outro modo, como os livros esgotados, sem violar os direitos de autores e editores”.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade