Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Geeks do SXSW movimentam economia da pacata Austin

Taxistas comemoram a chegada das 50.000 pessoas. Em alguns setores, movimento trazido por visitantes supera o do restante do ano

Por Renata Honorato, de Austin 9 mar 2012, 12h31

“Faço mais dinheiro nesta época do que em todo o resto do ano” – Johnnie Bond Jr., taxista da Austin Cab Co.

A chegada de 50.000 pessoas à pacata Austin para o South by Southwest (SXSW) é o momento mais importante do calendário para a economia local. Donos de restaurantes, bares, clubes e prestadores de serviço faturam nos dez dias de evento mais do que conseguem ganhar em todo o resto do ano.

Leia mais:

Leia mais: SXSW, começa o maior festival geek do mundo

A situação econômica da cidade segue em crise, a exemplo do que acontece em todos os Estados Unidos. Não é raro encontrar nos semáforos pessoas pedindo dinheiro e carros antigos, alguns até com os vidros quebrados.

Continua após a publicidade

Essa é a razão pela qual os taxistas das duas principais companhias locais, a Yellow Cab e a Austin Cab Co., aguardam o SXSW com ansiedade. “É o melhor momento do ano para Austin, especialmente para os motoristas de táxi”, diz Johnnie Bond Jr., funcionário da Austin Cab Co. “Faço mais dinheiro nesta época do que em todos os demais meses”, explica animado.

Bill More, da Yellow Cab, confirma o quão o SXSW é importante para a economia local. “O festival movimenta restaurantes e bares da cidade”, diz. Normalmente nesta época, quando começa o Spring Break, feriado de uma semana adotado pelas escolas americanas, a região fica às moscas. “Austin é uma cidade universitária e os estudantes voltam para suas casas durante o Spring Break. Com o festival o cenário é outro”, afirma.

Se por um lado o SXSW traz benefícios à cidade, por outro também traz problemas. O número de visitantes muito acima da média e a falta de uma malha de metrô suficiente demanda das companhias de táxi trabalho redobrado. O serviço, consequentemente, perde agilidade e muitos dos 50.000 participantes do SXSW aguardam mais de uma hora para serem atendidos.

A demora, contudo, não compromete o bom humor de quem veio de longe para ficar por dentro do que será tendência na internet, no cinema e na música. A maioria dos jovens recorre a transportes alternativos como bicicleta para fugir do trânsito e das longas esperas. Mas isso só se a chuva desta sexta-feira deixar, é claro.

Leia mais:

Leia mais: SXSW, começa o maior festival geek do mundo

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)