Clique e assine a partir de 9,90/mês

Edições piratas do Windows terão atualização gratuita da Microsoft

Medida é vista como tentativa da empresa de manter sua posição em mercados como o chinês

Por Da Redação - 18 mar 2015, 18h26

O vice-presidente da Microsoft, Terry Myerson, revelou nesta quarta-feira, em conferência na cidade de Shenzhen, na China, que a migração gratuita para o Windows 10, anunciada em janeiro, também valerá para cópias piratas. Segundo o executivo, os usuários que tiverem as versões 7 e 8 do sistema operacional (não existe uma edição de número 9) – originais ou não – terão os softwares atualizados pouco depois do lançamento da nova plataforma, marcado para o segundo semestre deste ano.

A medida é vista como uma tentativa da companhia de manter seu mercado na China. De acordo com dados da empresa, 75% dos PCs do país rodam softwares sem a devida licença. “O plano é reengajar as centenas de milhares de usuários chineses”, afirmou Myerson. A estratégia, que valerá para todos os países, ajudará também a companhia manter uma base de usuários em locais onde a pirataria é alta, a exemplo de Brasil, Índia e Rússia.

Trata-se de uma grande mudança de postura da Microsoft. A empresa americana foi a primeira a introduzir, em 2001, uma verificação de software em seu sistema operacional, durante o lançamento do Windows XP. E, nos anos seguintes, a companhia fez exaustiva campanha pelo mundo para incentivar os consumidores a comprarem versões originais.

Leia também:

Continua após a publicidade

Windows 10 sairá de graça para usuários de versões anteriores

Nintendo anuncia que fará games para smartphones

Microsoft prepara aposentadoria da marca Internet Explorer

Publicidade