Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chineses lançam cópia colorida e mais barata do iPad Mini

Mi Pad, da fabricante Xiaomi, começa a ser vendido na China pelo equivalente a 530 reais. Até 2016, o dispositivo pode desembarcar no Brasil

Por Da Redação - 15 Maio 2014, 12h39

A Xiaomi, fabricante chinesa de smartphones, lançou nesta quinta-feira o Mi Pad, uma espécie de cópia do iPad Mini, da Apple. O dispositivo será vendido por 240 dólares (equivalente a 530 reais) em seis cores: branco, rosa, amarelo, azul, verde e preto. Nos Estados Unidos, um iPad Mini sai por 400 dólares (880 reais).

O gadget copia o design do iPad Mini, embora seu corpo seja de plástico, e não de metal, como o dispositivo da Apple. O tablet roda uma versão personalizada do Android, o sistema operacional do Google. Graças à adaptação, o software ficou muito similar ao iOS 7, da Apple.

Lei Jun, fundador da Xiaomi, não só segue o ditado dos preguiçosos “nada se cria, tudo se copia” como afirma que um dia vai bater a rival americana. “Nossa meta é desenvolver um hardware que chegue perto ou até supere o que a Apple oferece”, disse o executivo à agência Reuters.

O Mi Pad tem tela de 7,9 polegadas, processor Tegra K1 de 2.2 gigahertz, da Nvidia, um chip normalmente usado em smartphones. As vendas da Xiaomi estão concentradas na China, mas a empresa tem planos de expandir suas operações para países como Índia, Brasil, México, Indonésia, Tailândia, Filipinas e Malásia.

Continua após a publicidade

O processo de internacionalização é uma das prioridades da companhia chinesa. O brasileiro Hugo Barra, ex-Google, foi contratado como vice-presidente global em outubro de 2013 e sua meta é expandir as operações da Xiaomi no exterior até 2016.

Publicidade