Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Boeing deve lançar amanhã sonda espacial para concorrer com SpaceX

Chamada de Starline, a nave mostrará aos clientes da empresa o seu desempenho em um primeiro voo para a órbita da Terra

Por Da Redação - 18 dez 2019, 15h34

Para amanhã, quinta-feira 19, está programada a primeira viagem da cápsula espacial Starline, fabricada pela Boeing. Na estreia, a novíssima nave da empresa norte-americana não levará nenhum humano a bordo, mas sim um manequim apelidado de Rosie, e que já foi ao espaço outras duas vezes.

A “astronauta”, equipada com uma dezena de sensores, servirá como cobaia nos testes do veículo, criado em parceria com a NASA, e que deve concorrer nas viagens espaciais privadas com o modelo Crew Dragon, da SpaceX, já testado em março.

Com o custo total de 4,2 bilhões de dólares, vindo do Programa de Desenvolvimento de Tripulação Comercial da NASA, a missão vai viajar com cerca de 270 quilos de suprimentos para a ISS. Além disso, a cápsula será programada para trazer amostras sobre a reação da sua estrutura na reentrada à Terra, no dia 28 de dezembro.

Publicidade

Tanto a Boeing quanto a SpaceX esperam lançar seres humanos para a ISS, a estação espacial, em 2020. Vão usar para a tarefa, pela primeira vez, esses dois veículos. Se tudo correr bem, assim pretendem marcar a história com os primeiros voos espaciais orbitais humanos em solo americano desde a aposentadoria dos ônibus espaciais da Nasa, em 2011.

Publicidade