Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

200 milhões de pessoas jogam ‘Angry Birds’ por mês

Número ainda é inferior ao da rival Zynga, com 306 milhões por mês

No começo deste ano, a desenvolvedora finlandesa de games Rovio afirmou que seu principal jogo, o Angry Birds, foi baixado mais de 1 bilhão de vezes desde que foi lançado, em dezembro de 2009. Isso inclui usuários que utilizam smartphones e tablets. Andrew Stalbow, vice-presidente da companhia, voltou a público nesta quarta-feira para divulgar novos números do título: mensalmente, 200 milhões de pessoas jogam Angry Birds.

Leia também:

Sucessor de ‘Angry Birds’ é app mais baixado para iOS

‘Angry Birds: Star Wars’ será lançado no dia 8 de novembro

A declaração aconteceu durante a participação do executivo em uma conferência em Cannes, na França, voltada ao setor de entretenimento. “Mensalmente, são mais de 200 milhões de pessoas jogando nossa atração”, disse o vice-presidente. A Zynga, uma das principais concorrentes da Rovio, possui 306 milhões de usuários ativos por mês, segundo um recente comunicado da empresa, cuja sede fica em São Francisco.

O anúncio de Stalbow aconteceu logo após a Rovio anunciar uma parceria com a Lucasfilm para a produção de Angry Birds Star Wars, que será lançado em 8 de novembro para smartphones iOS, o sistema operacional da Apple, e para Android, do Google. Segundo o executivo, o acordo entre a empresa finlandesa e a companhia de George Lucas demorou cerca de um ano para ser fechado. “De forma geral, todos nós na Rovio somos fãs da série Star Wars“, completou o vice-presidente.

A empresa divide ainda suas atenções com a nova franquia, Bad Piggies, na qual os protagonistas são os porquinhos de Angry Birds. “É muito legal começar a construir uma nova série. No próximo ano, vocês verão uma considerável expansão de Bad Piggies“, disse Stalbow durante o evento.

A Rovio também está preparando o lançamento de 52 desenhos animados baseados em Angry Birds. Atualmente, 80 animadores trabalham no projeto na sede da companhia, em Helsinki, na Finlândia.