Clique e assine com até 92% de desconto

‘Dia D’ contra o sarampo: 42.000 postos abrem para vacinação neste sábado

Crianças e jovens de 5 a 19 anos devem imunizar-se contra a doença; segunda dose é obrigatória depois de 30 dias da primeira

Por Mariana Rosário 15 fev 2020, 12h54

Postos de saúde em todo o Brasil terão expediente durante este sábado (15) por conta do ‘Dia D’ da campanha de vacinação contra o sarampo. A convocação é destinada a mais de 3 milhões de crianças e jovens com idades entre 5 e 19 anos. Os horários de atendimento dos serviços de saúde variam conforme a região.

A campanha estará vigente até o próximo dia 13 de março. O Ministério da Saúde informou que 30 dias após a primeira dose é necessário retornar para receber a segunda dosagem. Quem já tomou as duas doses da vacina não precisa imunizar-se novamente.

  • Dados da doença

    Em 2019, 9% dos municípios brasileiros registraram 18.203 casos confirmados e 15 mortes por sarampo, sendo 14 no estado de São Paulo e uma em Pernambuco. São Paulo também registrou o maior número de casos, 16.090, 88,4% do total, em 259 municípios, seguido dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais e Pará.

    Atualmente, nove estados mantêm transmissão ativa do vírus do sarampo, sendo que, em 2020, cinco estados já confirmaram casos: São Paulo, com 77 casos; Rio de Janeiro, com 73; Paraná, com 27; Santa Catarina, 22, e Pernambuco, três casos.

    Continua após a publicidade

    A primeira morte por sarampo este ano foi registrada no Rio de Janeiro. O bebê de oito meses foi a primeira vítima da doença em 20 anos em todo o estado do Rio. Pará, Alagoas, Minas Gerais e Rio Grande do Sul não confirmaram casos em 2020, mas seguem em monitoramento devido aos casos ocorridos em 2019.

    Sintomas

    Os principais sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido; e mal-estar intenso. Em torno de três a cinco dias podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo.

    Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

    O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

    (Com Agência Brasil).

    Continua após a publicidade
    Publicidade