Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Uso precoce de antibiótico aumenta risco de asma

Bebês que tomam medicamento têm mais chances de desenvovler a doença respiratória na infância

Por Da Redação
28 jan 2011, 09h33

Bebês tratados com antibióticos podem desenvolver asma na infância. Segundo estudo publicado na edição on-line do American Journal of Epidemiology, as chances de um recém-nascido que passa pelo tratamento com a droga apresentar a doença respiratória aos 6 anos de idade, por exemplo, crescem 50%. A pesquisa acompanhou 1.400 crianças, da gravidez aos seis anos de idade.

“É um aumento significativo da incidência do problema”, diz Kari Risnes, autora do estudo e pesquisadora da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, que concluiu o levantamento na Universidade de Yale, nos Estados Unidos.

Pesquisas anteriores já haviam sugerido a relação entre asma e antibióticos. Porém, são consideradas imprecisas, já que eram realizadas com crianças que utilizavam o medicamento para tratar infecções respiratórias – que poderiam ser sintomas precoces da asma.

No novo estudo, os pesquisadores excluíram do levantamento as crianças que haviam sido tratadas por infecções respiratórias. Além disso, foram considerados outros fatores de risco, como histórico de asma na família. “Nós encontramos uma relação particularmente forte entre o uso de antibióticos nos primeiros 6 meses de vida e a asma em crianças que não tinham histórico familiar do problema”, diz Risnes.

A explicação, segundo a pesquisadora, é que o uso de antibióticos pode atuar sobre as bactérias benéficas à saúde que ficam no intestino e ajudam o sistema imunológico dos bebês a se formar. “Nesse caso, as crianças podem se desenvolver com um sistema imunológico ‘imaturo’, o que leva a reações alérgicas”, afirma Risnes. Segundo a pesquisadora, esses resultados são importantes para lembrar médicos e o poder público das consequências do uso indiscriminado de antibióticos.

Continua após a publicidade

Saiba mais

  • Perguntas gerais
  • Rinite
  • Prevenção e tratamento

Ana Paula Beltran Castro é pediatra especialista em alergia infantil da Unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, em São Paulo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

O que é alergia?

Quais alergias atingem mais as crianças?

Quais substâncias causam mais alergias nas crianças?

Quais alimentos podem causar alergias nas crianças?

A asma é um tipo de alergia?

A asma desaparece com a idade?

O banho quente é prejudicial para crianças alérgicas?

O que é dermatite atópica?

A dermatite atópica tem cura?

  • O que é alergia?
  • Quais alergias atingem mais as crianças?
  • Quais substâncias causam mais alergias nas crianças?
  • Quais alimentos podem causar alergias nas crianças?
  • A asma é um tipo de alergia?
  • A asma desaparece com a idade?
  • O banho quente é prejudicial para crianças alérgicas?
  • O que é dermatite atópica?
  • A dermatite atópica tem cura?

Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Continua após a publicidade

O que é rinite?

Como diferenciar um resfriado de uma rinite alérgica?

Qual o tratamento mais eficaz para rinite alérgica?

  • O que é rinite?
  • Como diferenciar um resfriado de uma rinite alérgica?
  • Qual o tratamento mais eficaz para rinite alérgica?

Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Continua após a publicidade

Existe prevenção para a alergia? Como tratá-la?

Como manter o quarto livre de organismos e substâncias alérgicas?

É possível alguém ter um tipo de alergia que não é diagnosticada em exames?

Alergia tem cura?

  • Existe prevenção para a alergia? Como tratá-la?
  • Como manter o quarto livre de organismos e substâncias alérgicas?
  • É possível alguém ter um tipo de alergia que não é diagnosticada em exames?
  • Alergia tem cura?

Vídeo Vídeo Vídeo

Pergunta 07?

Pergunta 08?

  • Pergunta 07?
  • Pergunta 08?

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.