Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Suíça é primeiro país a aprovar uso padrão da vacina da Pfizer

Até agora, os pedidos feitos foram para uso emergencial; órgão regulador do país afirmou que o imunizante foi considerado seguro após "revisão cuidadosa"

Por Da Redação Atualizado em 19 dez 2020, 11h47 - Publicado em 19 dez 2020, 10h58

A Suíça autorizou neste sábado a vacina da farmacêutica Pfizer em parceria com a BioNTech, contra a Covid-19. A autorização foi para o uso padrão – e não emergencial, como ocorreu com outros países até então. “Após uma revisão cuidadosa das informações disponíveis, concluímos que o imunizante é seguro e seus benefícios superam os riscos”, afirmou o órgão regulador do país.

O uso padrão indica que a vacina será usada em massa e poderá ser distribuída tanto na rede pública como privada. No uso emergencial, os imunizantes são aplicados em um público alvo pré-definido, durante um prazo estabelecido — e pelo sistema público somente.

A vacinação começará nos próximos dias e a prioridade será de idosos e pessoas com problemas de saúde. A Suíça já tem garantidas 15,8 milhões de doses de vacinas, negociadas com mais dois laboratórios, além da Pfizer: Moderna e AstraZeneca.

Portugal também anunciou o início da vacinação da população — o primeiro lote do produto, com 9.750 doses deverá ser aplicado a partir do dia 27 de dezembro. A prioridade serão os profissionais de saúde da linha de frente na pandemia. Em seguida, pessoas com comorbidades e idosos. Em janeiro chegarão ao país mais 300 mil doses.

Continua após a publicidade
Publicidade