Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

SP anuncia na sexta inclusão de novas faixas etárias para vacinação

Chegada de novos lotes de vacinas possibilita ampliação da campanha de imunização

Por Giulia Vidale Atualizado em 22 fev 2021, 14h46 - Publicado em 22 fev 2021, 14h40

O governo do estado de São Paulo vai anunciar na sexta-feira, 26, o cronograma para inclusão de novas faixas etárias na campanha de vacinação contra Covid-19. Atualmente, a campanha na população em geral está focada em idosos a partir de 85 anos. O governo já havia anunciado o início da vacinação de pessoas com idade entre 80 e 84 anos a partir de 1º de março, então espera-se que os próximos grupos a serem incluídos sejam idosos abaixo dessa faixa etária.

“Na próxima sexta-feira, dia 26/02, a Secretaria de Saúde, o governo do estado de São Paulo, o Instituto Butantan e o Programa Estadual de Imunização vão anunciar as novas etapas de faixas etárias para imunização no estado de São Paulo”, disse o governador João Doria em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 22.

A ampliação do público-alvo da vacinação é possível diante da chegada de novas doses das vacinas. Na terça-feira, 23, chegam ao Brasil 2 milhões de doses prontas da vacina de Oxford. Na mesma data, o Instituto Butantan, inicia a entrega de 3,4 milhões de vacinas da CoronaVac ao Ministério da Saúde, em um quantitativo de cerca de 426.000 doses por dia. A Fiocruz tem em suas dependências insumo suficiente para preparar 2,8  milhões de doses da vacina, que devem ser entregues em março.

O estado de São Paulo já vacinou mais de 1,6 milhões de pessoas. Destas, 390.772 receberam a segunda dose.

Novas restrições

João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19 em São Paulo, também antecipou nesta segunda que novas restrições para tentar conter a disseminação do coronavírus no estado serão anunciadas na quarta-feira, 24.

“São recomendações que vão tratar da redução de mobilidade, que é o que a gente pode fazer para reduzir a transmissibilidade. Independente da variante, a forma de reduzir é a mesma”, explicou Gabbardo. As medidas entrarão em vigor na sexta-feira, 26, e foram motivadas pelo recorde de pessoas internadas em UTIs com Covid-19 no estado.

Continua após a publicidade
Publicidade