Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Queiroga anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação da dose extra poderá ser realizada a partir de seis meses após a imunização completa, preferencialmente, com a vacina da Pfizer

Por Giulia Vidale Atualizado em 24 set 2021, 18h07 - Publicado em 24 set 2021, 18h06

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira, 24, a inclusão de profissionais de saúde na vacinação de reforço contra a Covid-19. Estarão aptos a receber a dose extra aqueles que completaram o esquema de imunização há, no mínimo, seis meses. 

“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa já é a maior campanha de vacinação da história do Brasil. Brasil unido por uma #PátriaVacinada”, disse Queiroga, em publicação no Twitter.

Até o momento, a orientação do Ministério da Saúde para a dose de reforço incluía apenas idosos acima de 70 anos e pessoas com imunossupressão. Como recomendado para os outros grupos, o reforço deverá ser feito, preferencialmente com a vacina da Pfizer-BioNTech. Na falta deste, os imunizantes da Janssen ou Astazeneca, podem ser usados. 

Publicidade