Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Porcentagem de fumantes entre jovens está estacionada

Resultado de pesquisa indica que é preciso aumentar a prevenção

Entre 2000 e 2009, as taxas de tabagismo diminuíram de 28% para 17,2% entre os estudantes de segundo grau. No entanto, o declínio entre 2006 e 2009 não foi estatisticamente significativo – de 19,8% para 17,2%

Embora o número de fumantes entre os adolescentes tenha caído na última década, as taxas estão estáveis em anos recentes, o que significa que é necessário aumentar os esforços para a prevenção do tabaco, revela um novo estudo do governo americano.

Entre 2000 e 2009, as taxas de tabagismo diminuíram de 28% para 17,2% entre os estudantes de segundo grau, disseram pesquisadores do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). No entanto, observaram que o declínio entre 2006 e 2009 não foi estatisticamente significativo – de 19,8% para 17,2%.

A análise da Pesquisa Nacional sobre Juventude e Tabaco também descobriu que, em 2009, 23,9% dos estudantes de ensino médio descreviam algum uso de tabaco, incluindo fumo de corda, cachimbos, charutos e cigarros de cravo. Em 2000, a porcentagem para o mesmo grupo etário era de 34,5%, segundo o estudo, publicado essa semana na Morbidity and Mortality Weekly Report, publicada pelo CDC.

Os pesquisadores afirmam que o uso do tabaco continua a ser a principal causa evitável de mortes e doenças nos Estados Unidos e que mais de 80% dos adultos fumantes começou o hábito antes dos 18 anos.

Para reduzir ainda mais o tabagismo e outros usos do tabaco entre os jovens, os autores do estudo disseram que as restrições à publicidade e promoção e oferta de produtos do tabaco a jovens precisam ser combinadas com medidas como a proibição de fumar em lugares públicos e o aumento do preço dos cigarros e congêneres.