Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Pesquisa identifica dois genes envolvidos na obesidade infantil

Trabalho é o maior já feito sobre a predisposição genética em crianças

Por Da Redação 9 abr 2012, 10h28

Um estudo publicado na edição desta semana da revista Nature Genetics identificou dois novos genes envolvidos diretamente no risco de obesidade infantil. Segundo a pesquisa, que foi desenvolvida por um consórcio internacional chamado Early Growth Genetics (EGG), é sabido que esses genes atuam nos intestinos, mas até então eles não haviam sido relacionados com o problema da obesidade. “Esse é o maior estudo de genoma da obesidade infantil comum já feito” , diz o Struan Grant, coordenador do estudo e diretor do Centro de Genômica Aplicada do Hospital Infantil da Filadélfia, nos Estados Unidos. “Pesquisas anteriores preocuparam-se com as formas mais extremas de obesidade, principalmente àquelas relacionadas com síndromes de doenças raras. Nossa pesquisa identificou e caracterizou uma predisposição genética para a obesidade infantil comum”.

Os pesquisadores analisaram 14 estudos dedicados ao DNA de 5.530 crianças obesas em comparação a de 8.300 não obesas. Eles observaram uma variação nos genes OLFM4, situado no cromossomo 13, e HOXB5, no cromossomo 17, que até agora não tinham sido relacionados à obesidade. Segundo a pesquisa, o gene OLFM4 está relacionado às bactérias que habitam o intestino e que estariam envolvidas no aumento de peso e obesidade. O estudo também identificou duas variantes em outros genes, mas estes não foram totalmente relacionados à síndrome.

Veja infográfico sobre obesidade no Brasil

“Esse trabalho abre novas possibilidades para explorar a genética da obesidade infantil comum”, diz Grant. “Muito trabalho ainda precisa ser feito, mas esses resultados podem ser úteis para ajudar a projetar futuras intervenções preventivas e tratamentos para crianças obesas com base em seus genomas individuais”.

Obesidade infantil – Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 170 milhões de jovens até 18 anos em todo o mundo são obesos ou têm sobrepeso. No Brasil, dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontaram que, em 2009, 16,6% dos meninos e 11,8% das meninas entre 5 e 9 anos de idade eram obesos. Esse índice, entre adultos, foi de 15,9% para homens e 19,6% para mulheres.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)