Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Pesquisa explica por que muita testosterona enfraquece o sistema imunológico

Estudo americano mostrou que altos níveis do hormônio estão relacionados a uma menor produção de anticorpos

Por Da Redação 23 dez 2013, 20h49

Altos níveis de testosterona, hormônio responsável por características masculinas como a formação de músculos, são associados a um enfraquecimento do sistema imunológico. Para a medicina, essa relação ainda não era clara. Agora, um estudo da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, pode explicar a ligação entre a testosterona e o sistema imunológico. Segundo a pesquisa, a testosterona ativa um grupo de genes presentes nas células de defesa que enfraquecem a resposta do sistema imunológico diante de um antígeno (substância estranha ao organismo que pode causar doenças).

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Systems analysis of sex differences reveals an immunosuppressive role for testosterone in the response to influenza vaccination

Onde foi divulgada: periódico PNAS

Quem fez: David Furman, Boris P. Hejblum, Noah Simon, Vladimir Jojic, Cornelia L. Dekker, Rodolphe Thiébaut,

Robert J. Tibshirani and Mark M. Davis

Instituição: Universidade de Stanford, EUA

Dados de amostragem: 53 mulheres e 34 homens com idades entre 20 e 89 anos

Continua após a publicidade

Resultado: Os pesquisadores descobriram que os homens com altos níveis de testosterona no organismo produzem menos anticorpos quando expostos a vacinas conta a gripe porque existe uma interação entre o hormônio e determinados genes do sistema imunológico que diminui a eficácia do sistema

A conclusão foi publicada nesta segunda-feira no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Para realizar o estudo, os pesquisadores acompanharam 53 mulheres e 34 homens com idades entre 20 e 89 anos que haviam tomado a dose anual da vacina contra a gripe. Os voluntários foram submetidos a exames de sangue antes e depois de serem imunizados para a medição dos níveis de proteínas relacionadas à imunidade, bem como a expressão dos genes envolvidos no sistema de defesa.

De maneira geral, as mulheres tiveram uma resposta imunológica melhor do que os homens após a vacinação, já que produziram mais anticorpos. Porém, quando os pesquisadores as compararam apenas com os homens com níveis baixos de testosterona, a resposta do sistema de defesa foi semelhante. A produção de anticorpos foi mais fraca apenas entre os homens que tinham os maiores níveis do hormônio.

Os autores, então, buscaram alguma explicação para esses achados. Eles descobriram que um conjunto de genes presentes nas células de defesa do corpo e capazes de enfraquecer a imunidade parece ser regulado pela testosterona. Assim, os pesquisadores concluíram que altos níveis do hormônio interferem na atividade de tais genes.

Para os autores do trabalho, é preciso entender o motivo pelo qual a seleção natural criou um hormônio capaz de dar origem a traços ligados à força e, simultaneamente, a um sistema imunológico precário.

Leia também:

Sistema imunológico do homem envelhece mais rápido do que o da mulher

Solidão parece enfraquecer o sistema imunológico

Continua após a publicidade

Publicidade