Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Parque Yosemite permanece aberto apesar de mortes por hantavírus

Segunto porta-voz oficial, uma vez que o vírus é difícil de se propagar, não há motivos para que o local seja fechado

O Parque Nacional Yosemite, localizado nas montanhas de Serra Nevada, no estado americano da Califórnia, continua aberto mesmo após dois visitantes terem morrido nas últimas semanas em decorrência de uma infecção pelo hantavírus. Além dessas, outras quatro pessoas contraíram o vírus e cerca de 10.000 indivíduos que visitaram o parque entre 10 de junho e 24 de agosto correm risco de ficar doentes, segundo informou o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos Estados Unidos. Para a porta-voz oficial do parque, Kari Cobb, o patógeno é difícil de contrair e se propagar e, por isso, não há motivos para fechar o parque.

O hantavírus provoca a síndrome do hantavírus pulmonar (HPS), uma doença rara, mas grave, disseminada pelo rato-veadeiro, roedor que habita a região de Yosemite. O vírus é transmitido pelos animais por meio da urina, dos excrementos e da saliva. “Enquanto os indivíduos estiverem em uma área com boa ventilação e se assegurarem de não terem visto sinais de roedores, devem estar bem”, afirma Cobb. “Não é preciso fechar o parque, não é preciso usar máscara para visitar a área.”

De acordo com a porta-voz, embora tenha havido alguns cancelamentos, durante o fim de semana prolongado do Dia do Trabalho, nesta segunda-feira no país, o parque teve o mesmo número de visitantes que no mesmo período do ano passado, embora não tenha divulgado números específicos. Em média, 4 milhões de pessoas visitam o parque ao ano – 7.500 em um final de semana

Embora o CDC tenha alertado para o risco da infecção entre 10.000 visitantes, o parque notificou cerca de 3.000 pessoas de todo o mundo que ficaram alojadas, no período indicado pelo órgão, nas barracas denominadas “Signature Tent Cabins”, na área da Curry Village, onde o vírus foi detectado. “Tivemos muitos visitantes internacionais e cada um deles foi notificado sobre a descoberta do hantavírus”, diz Cobbs, acrescentando que as 91 barracas foram fechadas.

Repercussão – O Ministério da Saúde da França reportou no domingo que 53 famílias francesas que se alojaram nas barracas passam por exames. A Agência Britânica de Proteção da Saúde (HPA, sigla em inglês) disse em um comunicado, publicado esta segunda-feira, que “aproximadamente 100 britânicos se alojaram no parque Yosemite” e todos serão contatados.

(Com agência France-Presse)