Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Holanda transfere pacientes com Covid-19 para Alemanha

Hospitais alemães ofereceram 20 leitos para pacientes holandeses. Superlotação fez país suspender tratamentos de câncer e cirurgias cardíacas

Por Simone Blanes Atualizado em 23 nov 2021, 15h39 - Publicado em 23 nov 2021, 15h32

A Holanda começou a transferir pacientes com Covid-19 para a Alemanha, a fim de aliviar os hospitais holandeses, sobrecarregados com o crescimento dos novos casos de coronavírus nas últimas semanas. Só nesta terça-feira 23, o país registrou cerca de 23 mil novas infecções em 24 horas. Números do instituto nacional de saúde da Holanda mostraram 153.957 novos casos notificados em sete dias, um aumento de 39% em relação à semana anterior.

O órgão também divulgou que 488 de um total de 1.050 leitos de terapia intensiva na Holanda estavam sendo usados ​​para pacientes com a doença, fazendo com que os centros de saúde reduzissem outros procedimentos, incluindo tratamentos de câncer e operações cardíacas. Quase um terço de todas as salas de cirurgia na Holanda foram fechadas e os prazos para operações críticas não podem ser cumpridos em cerca de um quinto de todos os hospitais, segundo as autoridades de saúde holandesas.

Mesmo com a situação crítica na Alemanha, os hospitais alemães ofereceram 20 leitos para doentes da Holanda. Nesta terça-feira, um paciente foi transferido de ambulância de Rotterdam para um hospital em Bochum, na manhã de terça-feira, e outro seguiria ainda hoje para o mesmo destino.

Para conter avanço do vírus, o governo holandês planeja impor novas restrições como limitar o acesso a locais públicos para vacinados ou que comprovem terem se recuperado recentemente da Covid-19. Ainda não está claro, porém, se conseguirá transformar as regras em lei. A possibilidade das novas medidas causaram três noites de tumultos na Holanda, com mais de 170 prisões em cidades de todo o país.

Continua após a publicidade

Publicidade