Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Ficou com sequelas da Covid? Saiba como fazer reabilitação na Unifesp

Programa gratuito atenderá ainda adultos e idosos com outras doenças pulmonares, como asma e DPOC, em São José dos Campos

Por Agência Fapesp 25 fev 2022, 12h30

O Laboratório de Imunologia Pulmonar e do Exercício, situado no Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de São Paulo (ICT-Unifesp), busca identificar efeitos colaterais de pacientes que tiveram Covid-19 ou que possuem outras doenças pulmonares a fim de acelerar sua reabilitação.

O laboratório foi criado em outubro de 2020 e conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp)  e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O principal objetivo é desenvolver pesquisas clínicas e experimentais com foco nos aspectos imunológicos celulares e moleculares envolvidos tanto na fisiopatologia das doenças pulmonares quanto do exercício físico e sua interação na prevenção e tratamento de tais doenças.

O grupo realiza projetos de reabilitação em pacientes com asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou que tiveram Covid-19. Também atende idosos com síndrome metabólica e oferece reabilitação com uso de laser e LED.

“No caso dos pacientes pós-Covid, as principais sequelas são fraqueza muscular, diminuição de massa muscular, depressão, estresse pós-traumático, distúrbios do sono, dores de cabeça, cansaço e fadiga crônica”, conta Maysa Alves Rodrigues Brandão Rangel.

Rangel é doutoranda em Ciências da Reabilitação e do Movimento Humano da Unifesp, integrante da equipe do laboratório e bolsista da Fapesp.

Continua após a publicidade

Participam do laboratório alunos de iniciação científica das áreas de educação física e fisioterapia, de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano e Reabilitação e em Bioengenharia.

O público-alvo do serviço inclui pacientes adultos e idosos com várias patologias pulmonares. Já foram atendidos no laboratório mais de 420 pacientes, e cerca de 1,8 mil pessoas já receberam atendimento itinerante, no próprio local de moradia, em parceria com as Casas do Idoso de São José dos Campos e com o projeto Movimento Vida no bairro Campo dos Alemães.

“Os pacientes passam por uma avaliação criteriosa, realizando exames como bioimpedância, espirometria e eletrocardiograma. Respondem a questionários sobre seu estado de saúde e ainda são feitas coletas de sangue e de ar condensado do pulmão. Depois, os pacientes são encorajados a participar de um programa de reabilitação de 12 semanas, com sessões de uma hora, três vezes por semana. Dependendo do protocolo, eles são reavaliados com 30, 60 ou 90 dias”, explica a doutoranda da Unifesp. Durante as sessões de reabilitação, os pacientes realizam exercícios físicos aeróbicos e resistidos, além de avaliações médicas sistemáticas.

No início, os pesquisadores acreditavam que um programa de 12 semanas seria ideal, mas, ao longo dos atendimentos, a duração foi encurtada. “Vimos que os pacientes com 45 dias em programa de atividade aeróbica e exercícios resistidos melhoravam significativamente e acabavam abandonando o tratamento, pois já se sentiam reabilitados. Ainda estamos estudando esses mecanismos a fim de, possivelmente, readaptarmos o protocolo para 45 dias”, explica Rangel.

O serviço é ofertado de forma gratuita ao público. Para participar do programa de reabilitação os interessados devem entrar em contato por Whatsapp, no número (12) 99129-0307.

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Unifesp.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)