Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

FDA aprova novo medicamento para prevenir HIV

O Descovy é o segundo remédio aprovado para ser usado como estratégia de profilaxia pré-exposição (Prep) nos EUA

A FDA, agência que regula medicamento nos EUA, aprovou nesta quinta-feira. 3, o Descovy, do laboratório Gilead Sciences, como segunda pílula para ajudar a prevenir o HIV em adultos e adolescentes com alto risco de infecção por HIV. O medicamento é uma combinação dos antirretrovirais emtricitabina 200 mg e tenofovir alafenamida 25 mg.

“Os medicamentos PrEP são altamente eficazes quando tomados conforme indicado na bula e podem prevenir a infecção pelo HIV”, disse Jeffrey Murray, diretor adjunto da Divisão de Produtos Antivirais do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos da FDA.

A segurança e eficácia de Descovy para PrEP foram avaliadas em um estudo multinacional com 5.387 homens HIV negativos e mulheres trans, que fazem sexo com homens, e corriam risco de infecção pelo HIV. O estudo comparou o Descovy com o Truvada (emtricitabina, tenofovir disoproxil fumarato, 200 mg/300 mg), medicamento aprovado desde 2012 para PrEP. Os participantes foram acompanhados por 48 a 96 semanas. O estudo mostrou que a proteção do Descovy era semelhante ao do Truvada na redução do risco de adquirir infecção pelo HIV. Diarreia foi p efeito colateral mais comum.

O tratamento só não se aplica a mulheres que fazem sexo vaginal, pois a efetividade nessa população não foi avaliada. O Descovy foi aprovado pela primeira vez nos EUA em 2016 para tratamento de infecção pelo HIV em adultos e crianças.

Veja também

PrEP

A PrEP, ou profilaxia pré-exposição, é uma estratégia que consiste na ingestão diária de um comprimido por pessoas que não têm o vírus para reduzir seu risco de contrair o HIV se forem expostas ao vírus. A FDA ressalta que o Descovy deve ser usado como parte de uma estratégia abrangente, incluindo práticas sexuais mais seguras, como o uso de preservativos, para reduzir o risco de infecções adquiridas sexualmente.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês), 38.739 pessoas foram diagnosticadas com HIV nos EUA em 2017. Para enfrentar essa epidemia, o Presidente Trump anunciou no início deste ano a iniciativa Acabando com a Epidemia de HIV: Um Plano para a América. O objetivo é reduzir novas infecções em 75% nos próximos cinco anos e em 90% nos próximos dez anos, evitando mais de 250.000 infecções por HIV nesse período.