Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Exame reprova mais da metade dos novos médicos de SP

Prova do Conselho Regional de Medicina é obrigatória para quem deseja trabalhar no Estado, mas registro não depende da nota do aluno

Por Da Redação
29 jan 2015, 13h50

Mais da metade dos recém-formados em medicina no Estado de São Paulo foi reprovada no exame do Conselho Regional de Medicina (Cremesp) de 2014, segundo resultados divulgados pelo órgão nesta quinta-feira. Dos 2.891 egressos de escolas médicas paulistas que fizeram a prova, 55% não conseguiu atingir o porcentual mínimo de acertos, de 60%.

Há três anos, a prova é obrigatória para quem pretende trabalhar como médico no Estado de São Paulo. O registro, no entanto, não depende da nota. O índice de reprovação de 2014 é levemente inferior ao do exame de 2013, quando 59% dos candidatos foram reprovados, mas ainda é considerado preocupante pelo conselho.

“É uma surpresa desagradável saber que os alunos saem da faculdade sem saber coisas básicas. E ao mesmo tempo nos dá uma sensação de impotência porque não podemos impedir que esse profissional incompetente exerça a profissão”, diz Bráulio Luna Filho, presidente do Cremesp. Ele se refere ao fato de que, pela legislação brasileira, para conseguir o registro do órgão, basta que o recém-formado participe do exame, independentemente do seu desempenho.

Para o conselho, a principal causa do desempenho ruim é a baixa qualidade da formação médica. “As escolas nem sempre têm corpo docente qualificado, hospital escola, laboratórios, biblioteca”, diz Renato Azevedo, diretor primeiro-secretário do Cremesp.

Leia também:

Pré-teste do Revalida é adiado por baixa adesão

Cremesp cassa 66 médicos em 4 anos; só 9 deixam trabalho

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.