Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exame na pele pode diagnosticar Alzheimer e Parkinson

Biópsia pode ser a solução para detectar essas patologias em estágio inicial

Cientistas criaram um teste cutâneo que pode ajudar a diagnosticar Alzheimer e Parkinson. De acordo com os pesquisadores, uma biópsia na pele detecta níveis elevados de proteínas presentes nessas patologias. O estudo foi divulgado na terça-feira e será apresentado no Encontro Anual da Academia Americana de Neurologia, nos Estados Unidos.

Até hoje, uma confirmação patológica confiável do Alzheimer é possível por meio de autópsia cerebral. Já o Parkinson é detectável somente em estágios avançados, por meio de exames de imagem. “O novo teste oferece um biomarcador potencial que pode permitir aos médicos identificar e diagnosticar estas doenças precocemente”, disse Ildefonso Rodriguez-Leyva, autor do estudo e médico no Hospital Central da Universidade de San Luis Potosi, no México.

Leia também:

Médicos detectam Parkinson pela saliva do paciente

Exame de sangue pode prever quem terá Alzheimer

(Da redação de VEJA.com)