Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Exame de sangue poderia ajudar a prever risco de depressão pós-parto

Pesquisa descobriu variações genéticas comuns em mulheres que apresentam o problema e que poderiam ser identificadas em testes sanguíneos

Por Da Redação 10 Maio 2012, 11h10

Novas descobertas feitas por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Warwick, na Grã Bretanha, podem ajudar na criação de um exame de sangue capaz de prever o risco de uma mulher ter depressão pós-parto. Uma pesquisa feita por esses especialistas identificou determinadas variações genéticas que são mais frequentes em mães que apresentam o problema. Portanto, segundo os autores, testes capazes de detectar tais variações poderiam ajudar a prevenir e tratar a depressão. Esses resultados foram apresentados nesta quarta-feira no Congresso Internacional de Endocrinologia, em Florença, na Itália.

Aproximadamente uma em cada sete mulheres que dão à luz sofrem dessa depressão, e o problema costuma aparecer cerca de duas semanas após o parto, segundo explicam os autores do trabalho. De acordo com os pesquisadores, trata-se de uma condição grave e cujos sintomas incluem tristeza, episódios de choro, diminuição da libido e ansiedade. Além da mulher, o problema pode também afetar a criança, já que mães depressivas tendem a ser menos afetuosas e interagir menos com seus filhos, que podem vir a desenvolver problemas emocionais e comportamentais ao longo da vida.

No estudo, foram avaliadas 200 mulheres grávidas em dois momentos: na primeira consulta pré-natal de cada uma e, depois, entre a segunda e a oitava semana após elas darem à luz. Os pesquisadores descobriram que aquelas que sofreram de depressão pós-parto foram mais propensas a apresentarem variações genéticas específicas em receptores que estão ligados à resposta hormonal ao stress. Essa atividade acontece no hipotálamo, região do cérebro relacionada aos sistemas nervoso e endócrino e à liberação de uma série de hormônios na corrente sanguínea. De acordo com os autores, testes sanguíneos poderiam identificar as variações e, assim, ajudar a prever o risco de depressão pós-parto.

De acordo com os especialistas, esses resultados sugerem que a depressão pós-parto é um subgrupo específico dos casos de depressão que são desencadeados por fatores ambientais e também genéticos. “Nós acreditamos que fizemos uma descoberta com importantes implicações clínicas e sociais. Se pudermos identificar com antecedência quais mulheres podem sofrer de depressão pós-parto, seremos capazes de tratá-las de forma adequada e em má fase inicial. Assim, melhoraremos não apenas a vida dos pais, mas também de seus filhos”, diz Dimitris Grammatopoulos, um dos autores do estudo.

Clique nas perguntas abaixo para saber mais sobre depressão pós-parto:

  • Perguntas gerais
  • Causas
  • Prevenção
  • Tratamento

Alberto d’Auria é ginecologista obstetra do grupo Santa Joana e especialista em doenças do colo uterino Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

O que é depressão pós-parto?

Quais são os principais sintomas?

A depressão pós-parto pode atingir homens?

A mãe que teve depressão pós-parto na primeira gravidez pode ter novamente?

Quanto tempo pode durar a depressão pós-parto?

Quais os riscos para o bebê?

  • O que é depressão pós-parto?
  • Quais são os principais sintomas?
  • A depressão pós-parto pode atingir homens?
  • A mãe que teve depressão pós-parto na primeira gravidez pode ter novamente?
  • Quanto tempo pode durar a depressão pós-parto?
  • Quais os riscos para o bebê?

Vídeo Vídeo Vídeo

Continua após a publicidade

Quais são as causas?

Qual o perfil da mulher mais suscetível à depressão pós-parto?

  • Quais são as causas?
  • Qual o perfil da mulher mais suscetível à depressão pós-parto?

Vídeo Vídeo Vídeo

Continua após a publicidade

Existe algum exame que possa detectar a depressão pós-parto?

É possível prevenir e evitar a depressão pós-parto?

  • Existe algum exame que possa detectar a depressão pós-parto?
  • É possível prevenir e evitar a depressão pós-parto?

Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Qual é o tratamento para depressão pós-parto?

Como os pais podem ajudar a mãe durante este período?

Após o tratamento, a mãe pode retomar a maternidade normalmente?

  • Qual é o tratamento para depressão pós-parto?
  • Como os pais podem ajudar a mãe durante este período?
  • Após o tratamento, a mãe pode retomar a maternidade normalmente?

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

Continua após a publicidade
Publicidade