Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Europa identifica primeiro caso de Covid-19 causado por variante agressiva

A nova cepa foi detectada em uma jovem não vacinada, na Bélgica. OMS faz hoje reunião de emergência para discutir medidas de contenção

Por Cilene Pereira 26 nov 2021, 11h00

A Europa registrou hoje o primeiro caso de infecção pela nova variante do coronavírus responsável pela Covid-19. A B.1.1.529 foi detectada na Bélgica em uma mulher jovem ,não vacinada, que manifestou sintomas parecidos com os gripe onze dias depois de ter viajado para o Egito e a Turquia. Ela não teve nenhuma passagem pela África do Sul ou outros países do continente onde a cepa já foi registrada. Segundo as universidades belgas KU Leuven e UZ Leuven, a paciente apresentava alta concentração de vírus em circulação no sangue.

A nova variante está causando alarme entre autoridades de saúde. As primeiras informações dão conta de que ela apresenta um número considerável de mutações responsáveis por imprimir ao vírus maior capacidade de transmissibiidade e de causar doença. De acordo com os estudos, a cepa apresenta nível de transmissão acima de 2, recorde só verificado no início da pandemia, antes da imposição de restrições. Até agora, foram registrados casos, além da África, Hong Kong e Israel.

A tensão causada pela chegada da B.1.1.529 chegou ao mercado financeiro. Na manhã desta sexta-feira 26, mercados europeus e também de Nova York apresentaram queda no volume de transações. O temor é o de que medidas mais restritivas, como a suspensão de viagens, voltem a ser necessárias, interrompendo a recuperação da economia.

Hoje, a Organização Mundial da Saúde realiza uma reunião de emergência com cientistas que participaram da identificação da nova variante.

Continua após a publicidade

Publicidade