Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: Janssen quer estender prazo de validade da vacina

Farmacêutica realizou reunião com a Anvisa para discutir a proposta; atual durabilidade aprovada para o fármaco, de acordo com a agência, é de 3 meses

Por Mariana Rosário Atualizado em 11 jun 2021, 18h11 - Publicado em 11 jun 2021, 18h02

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que reuniu-se nesta sexta-feira,11, com a farmacêutica Janssen, braço da Johnson & Johnson, para discutir um  pedido de extensão do prazo de validade da vacina contra a Covid-19 que será disponibilizada para o Brasil.

Recentemente, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que 3 milhões de unidades do fármaco estarão disponíveis no programa brasileiro de imunização ainda neste mês de junho.

Em nota, a Anvisa informou que “atualmente, o prazo de validade aprovado é de três meses”.  O relato da agência aponta que a proposta da empresa é ampliar para quatro meses e meio. Extensão parecida, diz a  agência brasileira, foi liberada pela reguladora dos Estados Unidos na quinta-feira, 10.

A Anvisa diz que se comprometeu em dar uma resposta à análise o mais breve possível.  “Por se tratar de uma vacina com autorização para uso emergencial no Brasil, a decisão quanto ao pedido da farmacêutica caberá à Diretoria Colegiada da Anvisa, que deverá se reunir já na próxima semana”, diz a nota. A aprovação da Anvisa para uso emergencial do antígeno ocorreu em 31 de março.

Confira o avanço da vacinação no Brasil:

Continua após a publicidade
Publicidade