Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: Fiocruz garante entregas previstas de vacina até 10 de julho

Instituição recebeu, neste sábado, matéria prima suficiente para preparar mais 6 milhões de doses

Por Mariana Rosário Atualizado em 12 jun 2021, 21h16 - Publicado em 12 jun 2021, 20h44

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu neste sábado, 12,  um novo lote de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), a matéria-prima, da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca. O montante é suficiente para a produção de cerca de 6 milhões de doses da vacina.

O insumo desembarcou no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão.  Em nota, a instituição informou que “a aceleração da entrega dessa remessa permitirá a continuidade da produção da vacina e garantirá entregas semanais ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) até 10 de julho”. Em média, conforme o cronograma da Instituição, as entregas variam de entre por volta de 3 milhões de doses a 6 milhões de doses. Considerando a projeção de entregas do Ministério da Saúde, são esperadas 18 milhões de doses para junho e 15 milhões para julho. Dividindo por semanas, igualmente, a média de entregas a cada sete dias será 4,5 milhões de unidades para o mês 6, e 3 milhões para o mês 7.

No mesmo documento, a Fiocruz informou que “na sexta-feira, 11, por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), também faz a sua entrega semanal de doses da vacina, com 2,7 milhões de doses da vacina Covid-19 sendo disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).”

A entrega total de doses por parte da Fiocruz atinge o montante de 53,8 milhões de unidades. No mesmo documento, a Fiocruz afirmou que  “a pedido da Coordenação de Logística do Ministério da Saúde, as entregas semanais se manterão às sextas-feiras e não seguirão para o almoxarifado em São Paulo, conforme previsto anteriormente”.

Confira o avanço da vacinação no Brasil: 

Continua após a publicidade
Publicidade