Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Covid-19: Brasil tem menor número de mortes em 24h desde novembro

Médias móveis de óbitos registradas neste final de semana são as mais baixas desde o início de janeiro

Por Thaís Gesteira 15 ago 2021, 19h52

O Brasil registrou 270 mortes por Covid-19 neste domingo, 15: o menor número de vítimas fatais em 24 horas desde 22 de novembro de 2020, quando foram contabilizados 194 óbitos. Em estabilidade, as médias móveis de óbitos atingidas neste fim de semana – ontem em 862,3 e hoje em 843,9 – são as mais baixas desde a primeira semana de 2021, quando o ápice do índice foi 792,7. Os dados apontam que o avanço na campanha de vacinação enfraquece a potência letal do coronavírus: há mais de 50 dias consecutivos, o Brasil não registra aumento no índice

O cálculo de médias móveis feito por VEJA consiste em somar todos os registros dos últimos sete dias e dividir o total por sete. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento da pandemia.

A média móvel de casos também está há mais de 50 dias consecutivos sem registrar aumento no Brasil. Em cenário de queda, o índice deste domingo – fixado em 28.346,7 – é 20,53% mais baixo do que há duas semanas, quando a média móvel de diagnósticos era 35.670,7.

A comparação com duas semanas atrás é determinada por infectologistas, que fixam a variação de 15% como ponto de inflexão para que se mude a tendência da pandemia para alta ou queda.

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 13.957 novos diagnósticos positivos e 270 novos óbitos por Covid-19. Em toda a pandemia, são 20.364.099 contaminados pelo vírus e 569.058 vítimas fatais em todo o território nacional.

Os gráficos abaixo mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas, nos 26 estados da Federação (mais o Distrito Federal) e nas 27 capitais do país.

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 no Brasil, nas cinco regiões do país e em todos os Estados:

Continua após a publicidade

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 nas 27 capitais brasileiras, separadas em suas regiões*:

Continua após a publicidade

Publicidade