Clique e assine a partir de 8,90/mês

Coronavírus: Brasil bate recorde e registra 1.262 mortes em 24 horas

A contagem de novos casos em um único dia é a segunda maior da série histórica, com 28.936 ocorrências

Por Da Redação - Atualizado em 3 jun 2020, 10h29 - Publicado em 2 jun 2020, 19h45

Ministério da Saúde atualizou nesta terça-feira, 2, o número de casos e mortes por Covid-19. De acordo com o levantamento das secretarias regionais, foram registrados nas últimas 24 horas 28.936 casos e 1.262 mortes em decorrência do novo coronavírus. Trata-se do maior registro diário de vítimas fatais, o maior número da categoria marcado até então foi de 1.188, em 21 de maio. Os casos confirmados também foram expressivos e somam a segunda maior taxa da série histórica.

Os números totais no Brasil chegam a 555.383 diagnósticos positivos e 31.199 óbitos. Há ainda 223.628 (40,3%)  pacientes recuperados e 300.546 (54,1%) casos em acompanhamento. Óbitos suspeitos somam 4.312 ocorrências.

ASSINE VEJA

As consequências da imagem manchada do Brasil no exterior O isolamento do país aos olhos do mundo, o chefe do serviço paralelo de informação de Bolsonaro e mais. Leia nesta edição
Clique e Assine

No ranking global realizado pela Universidade Johns Hopkins, o Brasil continua em segundo lugar em relação ao número de casos confirmados, perdendo apenas para os Estados Unidos e segue na quarta posição em número de mortes, mas cada vez mais próximo do terceiro lugar, a Itália, com 33.530 quadros fatais da doença.

LEIA TAMBÉM

Quais são os sintomas do coronavírus?

Atualizações do governo federal

Em coletiva de imprensa desta terça-feira, 2, o Ministério da Saúde apontou que percebe uma movimentação da pandemia para cidades do interior. A pasta ainda defendeu a manutenção do distanciamento entre pessoas, ainda que em regiões onde há processos de flexibilização de quarentena.

Desde o início da pandemia, o governo federal diz que habilitou 7.441 leitos de UTI, sendo 231 pediátricos. Destes, 1.299 foram abertos entre 20 e 28 de maio, ao custo de 187 milhões de reais — destinados ao custeio dos equipamentos e recursos humanos por 90 dias. Santas casas em todo o país, por sua vez, receberam 1,6 bilhão de reais, diz a pasta da Saúde.

Em relação aos ventiladores pulmonares, a divulgação corresponde à entrega de 2.651 unidades em todo o país, para 22 Estados. Do total, 1.039 foram distribuídos ente 29 de maio e 1º de junho . Entre os estados que mais receberam respiradores está São Paulo, com 290 unidades, Rio de Janeiro, com 245 e Pará, com 114.

O valor total de recursos financeiros repassados pelo governo federal para estados e municípios para uso exclusivo no combate à Covid-19 é de 7,7 bilhões de reais.

Continua após a publicidade
Publicidade