Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Butantan pedirá uso emergencial de mais 4 milhões de doses da Coronavac

Dimas Covas disse que na segunda-feira solicitará à Anvisa a liberação das vacinas produzidas no país; autorização deste domingo vale para doses importadas

Por Giulia Vidale 18 jan 2021, 00h21

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse no domingo, 17, que irá solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma nova autorização de uso emergencial para mais 4 milhões de doses da CoronaVac produzidas no país. O pedido deve ser realizado nesta segunda-feira, 18.

“Amanhã, segunda-feira, nós entramos na Anvisa com o pedido de autorização de uso emergencial para as vacinas produzidas aqui no Butantan, das quais já temos 4 milhões de doses prontas e necessitamos agora a urgência de nova autorização. E esperamos que como a documentação é praticamente a mesma, não existe muita diferença, isso seja aprovado muito rapidamente”, disse Covas.

O novo pedido é necessário porque a autorização concedida pela Anvisa neste domingo, 17, vale apenas para as cerca de 6 milhões de doses importadas da China prontas para uso. As doses produzidas em solo brasileiro necessitam de uma nova liberação. O mesmo vale para a vacina distribuída pela Fiocruz, que foi desenvolvida pela parceria Oxford-AstraZeneca. A autorização atual da Anvisa vale para as 2 milhões de doses compradas prontas do Insituto Serum, na Índia. Para as doses produzidas no Brasil, a Fiocruz deverá entrar com um novo pedido de autorização.

Publicidade