Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Biden pede às empresas que obriguem trabalhadores a se vacinar

Presidente americano disse que imunização contra a Covid-19 é uma medida vital para enfrentar a pandemia e sustentar a retomada da economia do país

Por Simone Blanes Atualizado em 8 out 2021, 15h38 - Publicado em 8 out 2021, 15h36

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que as empresas do país devem exigir que seus funcionários se vacinem contra a Covid-19. Na opinião de Biden, trata-se de uma medida vital no enfrentamento da pandemia e também para a recuperação econômica. “Peço que mais empregadores ajam. Minha mensagem é: exija que seus funcionários se vacinem”, disse .

Os Estados Unidos avançavam na imunização no começo do primeiro semestre, mas entre maio e agosto, o ritmo desacelerou e estagnou, em especial nos estados que concentram os movimentos antivacinas, que insistem em negar as evidências científicas comprovando a eficácia dos imunizantes. Por conta disso, o total de pessoas com esquema vacinal completo nos Estados Unidos não chega a 60%. “Com as vacinações, vamos vencer essa pandemia. Sem elas, podemos enfrentar meses intermináveis de caos nos hospitais, prejuízos econômicos e ansiedade nas escolas”, acrescentou o presidente americano.

O apelo do líder americano veio após os Estados Unidos chegarem a 700 mil vítimas da Covid-19 na última semana. Em setembro, Biden deu ordem para que todos os trabalhadores federais ou contratados pelo governo fossem vacinados e às empresas privadas com 100 ou mais trabalhadores que exijam a imunização até 8 de dezembro ou a testagem semanal.  Ele citou empresas como a United Airlines, que deu prazo até outubro para seus empregados completarem o esquema de vacinação, tornando-se a primeira companhia aérea do país a tomar essa decisão. Biden também elogiou outras empresas como a Disney, a Microsoft e a rede de farmácias Walgreens, que seguem a mesma diretriz.

Publicidade