Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

EUA: câncer colorretal aumenta entre pessoas com menos de 50 anos

Segundo o estudo, que se baseia em análise de amostras de mais de um milhão de casos entre 2004 e 2013, houve aumento de 11,4%

Por AFP Atualizado em 24 Maio 2016, 22h16 - Publicado em 24 Maio 2016, 20h47

A taxa de câncer colorretal continua aumentando entre as pessoas menores de 50 anos nos Estados Unidos, enquanto a enfermidade baixou na população mais velha graças a melhoras na prevenção e controle, segundo estudo apresentado nesta terça-feira nos Estados Unidos.

O estudo se baseia em análise de amostras de mais de um milhão de casos entre 2004 e 2013 e estabelece que a quantidade de pessoas menores de 50 anos que foram diagnosticadas com câncer colorretal aumentou 11,4%, um aumento anual médio de 1,28%.

Durante o mesmo período, este tipo de câncer – que surge no cólon ou no reto – diminuiu 2,5% entre maiores de 50 anos.

Estes resultados foram apresentados no grande Congresso Internacional Digestive Disease Week, que acontece nesta semana em San Diego, na Califórnia.

Além de notar um aumento na incidência de câncer colorretal nesta faixa etária, os cientistas descobriram que uma grande proporção dos tumores detectados neste grupo já apareciam em estado avançado, o que é muito preocupante.

O principal autor do estudo, Elie Sutton, do Hospital Mount Sinai de Nova York, recordou que cinco anos atrás outro levantamento já havia percebido um aumento como o observado nos adultos mais jovens.”Isto mostra que não temos feito o necessário para reduzir o risco de câncer colorretal entre os menores de 50 anos”, avaliou.

De acordo com Sutton, a grande maioria dos tumores colorretais aparecem depois dos 50 anos como um pólipo no intestino. Graças à colonoscopia é possível detectar e retirar os tumores do intestino grosso antes que se tornem cancerígenos.

 

Continua após a publicidade
Publicidade