Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Coronavírus: mortes vão de 1.223 para 1.328 no Brasil

Casos confirmados são 23.430; taxa de letalidade foi de 5,5% para 5,7% em 24 horas

Por Da Redação Atualizado em 13 abr 2020, 19h03 - Publicado em 13 abr 2020, 17h50

Ministério da Saúde atualizou o balanço dos óbitos e de novos casos do novo coronavírus. Nesta segunda-feira, 13, o país registra 1.328 óbitos em decorrência de Covid-19 e 23.430 casos confirmados. No último domingo, 12, os casos somavam 22.169 e os óbitos eram 1.223.

LEIA TAMBÉM
+ Casos sem sintomas, leves e graves: as diferentes evoluções do coronavírus

A letalidade que estava em 5,5% subiu para 5,7%. O número de novos casos fatais registrados subiu em 9% nas últimas 24 horas.

ASSINE VEJA

O vírus da razão O coronavírus fura a bolha de poder inflada à base de radicalismo. Leia também: os relatos de médicos contaminados e a polêmica da cloroquina
Clique e Assine
Continua após a publicidade

De acordo com dados do levantamento diário, têm casos acima da média nacional os estados do Amazonas, Amapá o Distrito Federal, Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro. A média brasileira está por volta de de 111 casos para cada 1 milhão de habitantes. São Paulo, vale dizer, é a região brasileira com maior índice de mortalidade, com 36 pessoas por 1 milhão de habitantes.

Panorama SUS

O Ministério informou comprará mais 4.500 ventiladores, ao todo, a pasta abastecera a rede pública com 11.000 novas unidades de produção nacional. Há ainda um número de respiradores que foi apreendido pela Receita Federal e já foram repassado para unidades de saúde em Manaus, Macapá e Fortaleza.

Em Manaus, a curva de atendimento já está quase atingindo capacidade total dos hospitais da região. Estão sendo encaminhados para a cidade profissionais da Força Nacional do SUS: dez enfermeiros e sete médicos, com experiência em outras ações semelhantes.

A Vale se comprometeu a doar ao Governo quase 16 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e 5 milhões de testes rápidos. A operação envolverá catorze aeronaves, doze aviões cargueiros e mais dois aviões de carreira que trarão os itens ao Brasil. Destes, quase 9 milhões de EPI’s já chegaram ao país, assim com 2,5 milhões de testes rápidos.

O Ministério da Saúde informou que  — se somadas os repasses aos Estados e Municípios, além da compra de equiapamentos — o investimento total da pasta no combate da epidemia é de 12 bilhões de reais.

Continua após a publicidade

Publicidade