Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Anvisa recebe denúncia de venda de falsa vacina da Covid-19 no Rio

Caso foi encaminhado à Policia Federal; No Brasil, ainda não existe qualquer imunizante contra o novo coronavírus aprovado para uso

Por Mariana Rosário 9 out 2020, 15h32

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu uma denúncia de que falsas doses da vacina da Universidade Oxford para Covid-19 estariam sendo comercializadas por uma empresa na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

A denúncia foi encaminhada à agência há cerca de duas semanas para avaliação e no mesmo dia repassada para a Direção Geral da Polícia Federal.

ASSINE VEJA

O novo perfil que Bolsonaro quer para o STF Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemia
Clique e Assine

Em nota, a Anvisa alertou que “não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira” e que até a a liberação oficial por parte da agência, o cidadão “não deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a Covid-19”.

  • Testes brasileiros

    Atualmente há quatro imunizantes contra o novo coronavírus em teste no país. Ao todo, 30.562 brasileiros devem ser escalados nos esforços científicos que ocorrem em onze estados e mais o Distrito Federal. Dois laboratórios que comandam os estudos (Sinovac Biotech e AstraZeneca) já iniciaram os pedidos de registro, ou seja, a liberação do fármaco. O processo, no entanto, só deve ser concluído quando as farmacêuticas conseguirem comprovar as segurança e eficácia das vacinas na última etapa dos testes, o que ainda não ocorreu.

    Continua após a publicidade
    Publicidade