Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Anvisa determina apreensão de suplementos falsos; saiba identificar

Itens apresentam diferenças na embalagem e no produto; consumidores devem entrar em contato com empresa Vitafor ao se deparar com versões falsificadas

Por Diego Alejandro
24 nov 2023, 16h09

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão e a proibição da fabricação, distribuição, comercialização e propaganda dos suplementos alimentares falsificados COQ-10 200mg, Krill Vit, Ômega 3 – EPA DHA e Omegafor Vision, produzidos pela marca Vitafor. A medida foi divulgada por meio da Resolução-RE 4.445, de 21 de novembro de 2023 e publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 23. 

Em nota, a agência explica que a empresa responsável pelos produtos comunicou a identificação de itens falsos circulando no mercado e que eles eram divulgados e comercializados em diversas plataformas eletrônicas de venda. Essas imagens permitem que consumidores consigam identificar o produto falso e compará-lo com o original. 

“Para saber diferenciá-los, é necessário ficar atento às características das embalagens e dos rótulos, pois, em algumas situações, as diferenças podem ser sutis. Há diferenças também nas características das cápsulas”, alerta a Anvisa.

Confira abaixo exemplos para diferenciar o original do falso:

Anvisa apreende suplementos alimentares falsificados
(Divulgação / Anvisa/Divulgação)

O COQ-10 original, por exemplo, é apresentado em cápsulas gelatinosas moles na cor laranja. Há versões falsificadas em cápsulas duras e cápsulas gelatinosas moles em outra cor.

Anvisa apreende suplementos alimentares falsificados
(Divulgação / Anvisa/Divulgação)

Já o Krill Vit, em sua versão original, é apresentado em cápsulas gelatinosas pretas, enquanto o falsificado tem cápsulas duras.

Anvisa apreende suplementos alimentares falsificados
(Divulgação/ Anvisa/Divulgação)

O Ômega 3 EPA DHA falsificado é apresentado em cápsulas gelatinosas transparentes, com pouca diferença do original. A tampa do rótulo original é azul- escura, enquanto nas versões do produto falsificado a tampa é branca. As informações de rotulagem dos painéis secundários do rótulo do produto original são coloridas e as do produto falsificado estão em preto e branco.

Continua após a publicidade

O que fazer?

Para quem comprou o produto falsificado, a agência sanitária orienta entrar em contato com a fabricante do item original, a Vitafor, pelo e-mail sac@vitafor.com.br. Além disso, a Anvisa “solicita aos serviços de saúde que, caso ​identifiquem unidades com essas características de falsificação, não utilizem os produtos e comuniquem o fato à agência, pelos Canais de Atendimento”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.