Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Anvisa autoriza a ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

Com a decisão, durabilidade do imunizante passa de três meses para quatro meses e meio

Por Mariana Rosário Atualizado em 14 jun 2021, 16h22 - Publicado em 14 jun 2021, 16h11

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta segunda-feira, 14, que aprovou a extensão do prazo de validade da vacina Janssen — braço farmacêutico da Johnson & Johnson — contra a Covid-19. Com a mudança, a durabilidade aprovada do fármaco passa de três para quatro meses e meio, sob condições de armazenamento de 2° a 8° C. 

A solicitação da alteração do prazo, pela farmacêutica, foi realizada no dia 10 de junho. Em nota, a Anvisa afirmou que “a aprovação foi baseada em uma criteriosa avaliação dos dados de qualidade dos estudos que demonstrou que a vacina tende a se manter estável pelo período (4,5 meses) bem como considerou decisão da Agência Norte-americana (FDA), que também aprovou a referida alteração em 10 de junho de 2021″.

A vacina da Janssen está aprovada em caráter emergencial no Brasil desde 31 de março. Nunca foi, contudo, aplicada em brasileiros fora de estudos clínicos de fase 3. O Ministério da Saúde diz que aguarda para esta semana o lote inicial de vacinas da empresa. Ao todo, são 3 milhões de doses que devem ser utilizadas nas capitais brasileiras, afirmou a pasta em comunicados anteriores. Trata-se da única vacina com aval da Anvisa que confere imunidade contra o novo coronavírus em única aplicação. 

Ao todo, o Brasil garantiu 38 milhões de doses do imunizante. A maior parte do montante tem previsão de entrega para o último trimestre deste ano.

Continua após a publicidade
Publicidade