Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

84% das famílias de São Paulo pretendem vacinar crianças contra a Covid-19

Levantamento feito pelo Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) ouviu 1.127 pais, mães e responsáveis por filhos nessa faixa etária

Por Simone Blanes Atualizado em 10 jan 2022, 21h42 - Publicado em 10 jan 2022, 20h21

Uma pesquisa realizada pelo Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) indicou que 84% das famílias com crianças entre 5 e 11 anos de idade no estado de São Paulo pretendem vacinar seus filhos contra a Covid-19 assim que as vacinas estejam disponíveis. O levantamento, apresentado pelo diretor executivo Bruno Caetano, na reunião de Secretariado desta segunda, 10, ouviu, por telefone, 1.127 pais, mães e responsáveis por crianças nessa faixa etária.

A região metropolitana de São Paulo responde pela maior porcentagem de pessoas que pretendem imunizar as crianças, com 87%. No interior do estado, 81% das famílias responderam que levarão seus filhos aos postos de saúde para serem imunizados contra o coronavírus. Segundo o Seade, a intenção de vacinar as crianças é maior entre as mulheres (89%) do que entre os homens (76%).

A pesquisa do governo de Joao Doria também levou em conta a escolaridade e a renda das famílias entrevistadas. A adesão maior está entre mães e pais com filhos matriculados na rede pública de ensino, com 91% contra 78% dos responsáveis por crianças que frequentam escolas particulares.

No dia 5 de janeiro, o governo paulista apresentou o planejamento estratégico para a imunização de 4,3 milhões de crianças de 5 a 11 anos em 645 municípios em um intervalo de três semanas. O começo da vacinação, segundo declarou o governador João Doria, depende do envio dos imunizantes da Pfizer pelo Ministério da Saúde e a liberação da CoronaVac pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Abaixo, os números da vacinação no Brasil:

Continua após a publicidade

Publicidade