Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veja Essa

As frases que marcaram a semana

“O presente está chegando.”

EDUARDO BOLSONARO, o primeiro-filho deputado, em mensagem via Twitter a Matteo Salvini, líder da extrema direita e ministro do Interior da Itália. O presente, no caso, é Cesare Battisti, italiano condenado por terrorismo que vive no Brasil por força de uma liminar do STF

“Vai mirar na cabecinha e… fogo.”

WILSON WITZEL, governador eleito do Rio de Janeiro, defendendo sua proposta de que atiradores de elite executem qualquer potencial bandido avistado portando fuzil

“Tenho vontade de vê-lo e lhe dar um abraço.”

LUIZ FERNANDO PEZÃO, governador de saída do Rio de Janeiro, falando do padrinho político Sérgio Cabral, condenado a quase 200 anos por corrupção. Segundo Pezão, ele não é o único culpado pela crise do estado -- “O que quebrou o Rio foi o petróleo, a Lava-Jato, a queda da economia, tudo junto”

“As pessoas me reconhecem e perguntam: ‘Como vai seu filho?’. Parece que eu estou superando e me vejo puxado para baixo de novo. Mas, ao mesmo tempo, renovei a minha fé na humanidade.”

MICHAEL BUBLÉ, cantor canadense, falando sobre o câncer de fígado do filho Noah, descoberto quando ele tinha 3 anos. Hoje com 5, o menino está recuperado

“Estão separadas!”

RICARDO DE OLIVEIRA e MARCELO VOLPON, cirurgiões pediátricos do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, em mensagem no momento da separação das cabeças das siamesas Maria Ysabelle e Maria Isadora, de 2 anos, em cirurgia que durou vinte horas. Foi a quinta desde fevereiro, em um procedimento inédito no país

“A mídia social está dando coragem às pessoas para passarem dos limites nas palavras que usam para provocar e incitar.”

JONATHAN ALBRIGHT, diretor de pesquisa do centro de estudos de jornalismo digital da Universidade Columbia
Fernanda Montenegro

Fernanda Montenegro (Paulo Belote/TV Globo)

“Falando por minha mulher, por mim e pelo nosso carocinho, é uma bênção estar com vocês.”

PRÍNCIPE HARRY, fazendo a primeira menção ao bebê que vem aí em saudação na Nova Zelândia, país que visita com Meghan

“Foi como ir numa viagem a Marte.”

FERNANDA MONTENEGRO, lembrando como se sentiu na festa do Oscar em que era uma das indicadas a melhor atriz por sua atuação no filme 'Central do Brasil', que está fazendo vinte anos

“O cara que é solteiro, descompromissado, ele está com problema (…) ‘Meu Deus, o que não é assédio? Qual é a maneira que vou chegar nela e que não é assédio?’ Isso também é uma questão.”

MARTINHO DA VILA, músico, no 'Encontro com Fátima Bernardes'.Ela observou que isso só é dúvida entre os homens — as mulheres sabem muito bem a diferença entre ser “enaltecida” e ser “ameaçada”

“Meu psicológico está calejado. Sou negra há trinta anos.”

ERICA JANUZA, atriz, em mensagem no Instagram acompanhada de foto de um post racista que envolve seu nome

“Quando seu filho absorve o personagem! Vamos abrasileirar esse negócio!”

SABRINA FLOR, identificação no Facebook de uma mãe que fantasiou o filho (branco) de escravo para a festa de Halloween em Natal (RN) e publicou a foto. A exposição rendeu milhares de posts indignados. Ela se desculpou e apagou a mensagem

“Nenhum indiano vai esquecer este dia.”

NARENDRA MODI, primeiro-ministro da Índia, ao inaugurar a maior estátua do mundo, uma reprodução de 182 metros do líder da independência Sardar Patel. Modi empreende uma campanha nacionalista e planeja erguer outra ainda maior, de um rei hindu, em 2021. Os dois monumentos consumirão 900 milhões de dólares

Publicado em VEJA de 7 de novembro de 2018, edição nº 2607