Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Leitor: STF, Edmar Bacha e Ana Paula Araújo

Os assuntos mais comentados da semana

Por Da Redação Atualizado em 9 out 2020, 18h30 - Publicado em 9 out 2020, 06h00

Assuntos mais comentados

– STF
– Páginas Amarelas (Edmar Bacha)
– Carta ao Leitor
– Imagem da Semana (Bolsonaro com o cão vira-lata Nestor)
– Primeira Pessoa (Ana Paula Araújo)

REPORTAGEM DE CAPA

Não creio que a indicação do desembargador Kassio Nunes Marques possa realmente interferir nas decisões do STF (“A vez dos conservadores”, 7 de outubro). O Supremo não é um Parlamento com finalidade política. É o guardião das leis.
Iolanda Beatriz
Brasília, DF (via LinkedIn)

Para mim, o STF é um puxadinho dos políticos. Para poder ser realmente chamado de Supremo, seria fundamental que os nomeados fossem indicados apenas por seus méritos, não por políticos acusados de corrupção.
Rodrigo Koslopy
São Paulo, SP (via Facebook)

A chamada mais correta da capa deveria ser “O quarto poder”, e não “O supremo poder”.
Anderson Campos
Rio de Janeiro, RJ (via Facebook)

Temos os três mosqueteiros (os três poderes) unidos contra D’Artagnan (o povo).
Sérgio Ribeiro
Guaraciaba, SC (via Facebook)

Qualquer indicação política para o STF é de doer na alma da Justiça. Lamentável.
Valdivino Vicente da Silva
Goiânia, GO (via Facebook)

PARTIDO NOVO

O brasileiro já descobriu que não tem nada de novo ali (“As dores do crescimento”, 7 de outubro).
Júlio Soares
Teresina, PI (via Facebook)

EDMAR BACHA

O economista Edmar Bacha, citando Delfim Netto, diz que o Brasil virou uma Ingana, com impostos da Inglaterra e serviços de Gana. Mas começou agora? Quando mesmo tivemos serviços públicos compatíveis com a carga tributária (“Falta articulação”, entrevista de Páginas Amarelas, 7 de outubro)?
José Roberto Memoli
São Paulo, SP (via Instagram)

CARTA AO LEITOR

É a história mudando diante de nossos olhos. Agora só resta a consciência de que somos os atores principais dessa mudança (“O novo normal”, Carta ao Leitor, 7 de outubro).
Garibalde Soares
Floriano, PI (via Facebook)

O novo normal? É o mesmo de antes, com as contas chegando. Segue o jogo.
Fabio Rossin
São Paulo, SP (via Instagram)

IMAGEM DA SEMANA

Com uma mão o presidente aprova uma lei importante, como a da defesa dos animais, mas com a outra permite ao Ministério do Meio Ambiente tirar a proteção das áreas de restinga, mangues e beira dos rios. Muitos animais dependem desse ecossistema para sobreviver (“O melhor amigo do homem”, Imagem da Semana, 7 de outubro).
Gladis Penna Terra
São Paulo, SP (via Facebook)

Continua após a publicidade

Até que enfim uma lei que serve para algo bom.
Glauco Abreu
São Paulo, SP (via Instagram)

PRIMEIRA PESSOA

Como é difícil ser mulher… Mas continuemos a luta. E, por favor, sejamos mais unidas. Só com a união poderemos vencer a batalha diária. A culpa nunca é da vítima (“Fiquei cara a cara com estupradores”, Primeira Pessoa de Ana Paula Araújo, 7 de outubro).
Maria Raphaela Neiva
Recife, PE (via Facebook)

Cantadas, olhares inapropriados, assédio… São crimes também, não apenas o estupro. Já fui constrangida por homens várias vezes.
Jaqueline Campos
São Paulo, SP (via Facebook)

PÁGINA ABERTA

Comecei a ver o filme francês Lindinhas, mas não terminei. Só penso na idade das meninas que protagonizaram o longa, expostas daquela forma. O filme faz uma crítica, mas peca ao errar justamente no que critica.
Eduardo Fiuza
São Paulo, SP (via Facebook)

HUMOR INTELIGENTE - O cartunista argentino (1932-2020) e sua mais famosa criação: todos os dilemas da civilização reunidos nas tirinhas de sucesso global – Europa Press/Getty Images

“Quino nos deixou a inesquecível Mafalda, cuja lucidez é cada vez mais necessária nesta época de cegueira ideológica e negacionismo.” (“Lições de humanidade”, Datas, 7 de outubro)
Leo Madureira
São Paulo, SP (via Facebook)

TRABALHO

Sei que o tema é amplo e não cabe reduzi-lo a um único aspecto, mas já no segundo mês seguido de home office comecei a sentir que durmo e acordo no trabalho. A produtividade aumentou, é verdade, mas trabalhei muito mais também (“Meu escritório é em qualquer lugar”, 7 de outubro).
Felipe Guimarães
São Paulo, SP (via Instagram)

CAMPEONATO BRASILEIRO

Vergonha de ser flamenguista nesse momento (“Um desgosto profundo”, 7 de outubro).
Salatiel Lobato
Juiz de Fora, MG (via Facebook)

CLARICE LISPECTOR

O lançamento do livro de cartas de Clarice Lispector (“Esfinge decifrada”, 7 de outubro) me faz lembrar de um trecho de A Hora da Estrela que combina perfeitamente com os dias de hoje: “Que se há de fazer com a verdade de que todo mundo é um pouco triste e um pouco só”.
Ana Maria Oliveira
Maceió, AL (via Facebook)

DINOSSAUROS

E tem quem não goste de dinos (“Eles estão entre nós”, 7 de outubro)?
Miguel de Melo
São Paulo, SP (via Instagram)

Publicado em VEJA de 14 de outubro de 2020, edição nº 2708

Continua após a publicidade
Publicidade