Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leitor

"O artigo de J.R. Guzzo desnudou a mídia brasileira. Fez o que ninguém teve a coragem de fazer." Pedro Miguel da Silva, São Paulo, SP

ASSUNTOS MAIS COMENTADOS

  • Artigo de J.R. Guzzo
  • Página Aberta (Marina Silva)
  • “A sorte está lançada” (ministros de Bolsonaro)
  • Reportagem de capa (“O dia em que o governo ruiu”, Temer)

 


GOVERNO TEMER

É fato que o governo de Michel Temer ruiu, porém não caiu. A precipitação com que a Procuradoria-Geral da República, à época, apresentou as duas denúncias contra o presidente foi deletéria para o país e deixou no ar uma demonstração de que a intenção era realmente derrubar a Presidência (“Intrigas, acusações e mágoas”, 12 de dezembro).
Valdomiro Nenevê
São José dos Pinhais, PR


J.R. GUZZO

Que delícia o artigo de J.R. Guzzo (“A mídia diante do público”, 12 de dezembro). A imprensa vê a situação de um jeito e noticia de outro totalmente diferente, na maior cara de pau.
Ricardo Alves Nunes
Rio de Janeiro, RJ

Magnífico! O artigo de J.R. Guzzo desnudou a mídia brasileira. Fez o que ninguém teve a coragem de fazer.
Pedro Miguel da Silva
São Paulo, SP

Brilhante e lúcido diante da embriaguez generalizada da imprensa.
Márcio de Campos Bueno
Valinhos, SP

Quem vive da notícia tem de representar a realidade do fato e não criá-lo nem manipulá-lo. Parabéns ao sensato ensaísta.
Marcio Lima de Carvalho
João Pessoa, PB

Li com surpresa e absoluta admiração a coluna do sempre lúcido J.R. Guzzo. Ele apresenta uma síntese perfeita do que está acontecendo com a mídia em relação ao seu público leitor, que, no lugar de receber informações úteis e limpas que lhe permitam entender, discernir e adotar uma opinião, está sendo massacrado e condicionado — por opiniões movidas pelo corporativismo e por interesses duvidosos de minorias que não representam, definitivamente, o povo brasileiro.
Ari de Paula Machado
Belo Horizonte, MG


MARINA SILVA

Marina Silva representa a voz do fracasso político e revela despeito pela eleição de Jair Bolsonaro (“Visão atrasada”, 12 de dezembro).
Júlio César Marques Cardoso
Balneário Camboriú, SC

A irrelevância da autora está explícita na sua votação. Ela deveria aprender o recado que o povo lhe deu: 1% da atenção da mídia ela já teve.
Luiz Paulo Colombo
Chapecó, SC

É espantoso ver como a senhora Marina Silva discorre sobre todos os efeitos negativos que possam vir a acontecer num futuro próximo para o Brasil, uma vez que não teve ainda a coragem de ser firme e contundente em relação ao que ocorreu em suas últimas tentativas políticas. Ela perdeu o bonde da história.
Paulo Ruggero
São Paulo, SP

Penso que a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva está se comportando como vidente. Nem começou o governo de Bolsonaro e ela já achou mil problemas. Por acaso, quando foi ministra do governo Lula, Marina Silva resolveu alguma coisa na Amazônia?
Antonio Mario Scalamandré
Natal, RN


IVETE SANGALO

Pobre cultura brasileira que já teve Adoniran, Cartola, Ary Barroso e Luiz Gonzaga, entre outros. Melhor faria Ivete Sangalo se ficasse em casa e cuidasse de suas filhas (“A rainha da festa”, Entrevista, 12 de dezembro). Nossos ouvidos agradeceriam.
Nicola Pagano
Guapiaçu, SP


ORIGEM – Os protestos dos chamados “coletes amarelos” nasceram contra o aumento da gasolina e saíram do controle

ORIGEM – Os protestos dos chamados “coletes amarelos” nasceram contra o aumento da gasolina e saíram do controle (Abdulmonam Eassa/AFP)

As manifestações brasileiras de 2013 são semelhantes às dos franceses de 2018. Eles nos copiaram. Tanto na forma como no conteúdo” (“Macron piscou primeiro”, 12 de dezembro).

Carlos Fabian Seixas de Oliveira Campos dos Goytacazes, RJ

MINISTROS DE BOLSONARO

Além de reduzir drasticamente o número de ministérios, de 39 nos governos petistas para 22 agora, Bolsonaro não praticou o repugnante toma lá dá cá, tão suscetível à incompetência e à corrupção (“A sorte está lançada”, 12 de dezembro).
Ludinei Picelli
Londrina, PR

O Brasil segue num caminhão de quatro eixos por estradas nunca dantes atravessadas. São militares estrelados, liberais “Chicago oldies”, Sergio Moro lavando tudo a jato e um trio de místicos medievais. “Direita, volver!”
Paulo Sergio Arisi
Porto Alegre, RS


CORRUPÇÃO

O que pensar da frustração de ver homens públicos gaguejar sob suspeita de corrupção? Simples. Eles estão mostrando à nação que todo político — assim como todo padre, pastor, empresário, juiz, médico, pedreiro, militar, jornalista, professor, comerciante, cristão, ateu —, sem exceção, da extrema direita à extrema esquerda, todos temos os “pés de barro”; portanto, ou a gente embarca no bonde da ética ou o trem da história não deixará pedra sobre pedra. Sem ilusões (“A sorte está lançada”, 12 de dezembro).
Ismael dos Santos
Deputado estadual
Florianópolis, SC


AMBIENTE

Num país onde os viadutos das grandes cidades estão caindo aos pedaços, pondo em risco a vida das pessoas, fazer um viaduto para os bichos é coisa de ambientalistas sem noção (“Viadutos verdes”, 12 de dezembro).
Celia R.B. Putini
São Paulo, SP

 

Publicado em VEJA de 19 de dezembro de 2018, edição nº 2613