Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Viúva de Janene diz que não desconfiava do petrolão

Stael Fernanda disse à CPI da Petrobras que o marido nunca lhe contou detalhes sobre as atividades política e financeira

A viúva do ex-deputado José Janene, Stael Janene, disse nesta terça à CPI da Petrobras que nunca suspeitou da participação do marido no esquema de corrupção desmontado pela Operação Lava Jato, mas que agora acredita do envolvimento do parlamentar no esquema.

“Ele não inventou a corrupção no Brasil, ele não inventou a corrupção na Petrobras. Mas acredito que ele tenha tido envolvimento”, admitiu. Stael afirmou, entretanto, que Janene era uma pessoa “muito fechada” e que não compartilhava detalhes das atividades política e empresarial. “Tudo o que sei em relação a isso, ouvi falar. Não sei se o Janene foi tudo isso em relação à Petrobras. Nunca vi isso na nossa vida”, disse ela.

A depoente afirmou que o marido possuía hábitos simples e não aparentava ser dono da riqueza que, como dizem os órgãos de investigação, a corrupção lhe assegurou. “Eu era casada com uma pessoa que reclamava da conta da verduraria. Nunca entrei em uma loja de grife para comprar uma bolsa”, disse.

Janene, que também era réu no processo do mensalão, é apontado por vários delatores como o responsável pela cota do PP na engrenagem do petrolão. Foi ele o responsável por indicar Paulo Roberto Costa, hoje réu confesso, para a diretoria de Abastecimento da Petrobras. O doleiro Alberto Youssef, descrito por Stael como um “compadre” de Janene, também passou a operar no esquema por indicação do ex-deputado.

Quando Janene morreu, em 2010, estava separado de Stael havia quase dois anos. Os dois não mantinham contato porque, segundo a viúva, o relacionamento se deteriorou após o divórcio. A viúva negou à CPI ter qualquer dúvida de que o ex-deputado esteja morto. Há dois meses, o comando da CPI da Petrobras disse ter obtido a informação de que Janene forjou a própria morte para fugir do país sem ser incomodado pela Justiça, e que a suspeita partira da própria viúva.