Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vereador de Salvador desaparece após avaliar pedir renúncia

Edivaldo Ribeiro e Silva não foi visto desde que compareceu à Câmara para pedir um modelo de documento para formalizar sua saída da Casa

O vereador de Salvador Edivaldo Ribeiro e Silva, conhecido como Vado Malassombrado (DEM), desapareceu após ir à Câmara pedir um modelo de carta de renúncia na última segunda-feira 3. Nesta terça-feira, 4, familiares foram à delegacia para denunciar o sumiço do legislador, que integra a base do prefeito ACM Neto.

Segundo testemunhas, Vado pediu a carta argumentando que, se não deixasse o cargo, perderia a família. O vereador também deixou a Câmara chorando. Conhecido pelo temperamento forte, Vado chegou a ser expulso do palco do governador reeleito Rui Costa (PT) em 2015 após tentar tomar o microfone. Na ocasião, alegou que queria pedir ao petista aumento no valor do aluguel social dos moradores do bairro Alagado, onde ocorria o evento.

O democrata foi eleito como suplente na eleição de 2016 e assumiu o posto após o vereador Cláudio Tinoco (DEM) se licenciar para ser secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult). O presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates (DEM) disse que pediu que a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) e a Assistência Militar acompanhassem o caso. A Polícia Civil informou que a investigação está em curso.