Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sindicalistas falam em receio de reformas no governo Temer

Vice-presidente se reuniu hoje com integrantes da UGT, CSB, Nova Central e Força Sindical no Palácio do Jaburu, em Brasília

O vice-presidente Michel Temer (PMDB) recebe nesta terça-feira uma comitiva de sindicalistas da UGT, CSB, Nova Central e Força Sindical no Palácio do Jaburu, em Brasília. Eles devem indicar apoio a um governo interino de Temer e entregar uma carta com reivindicações para a área econômica que preservem direitos de aposentados e trabalhadores. As centrais defendem a redução da taxa de juros e devem discutir com o vice sobre uma das propostas do Plano Temer – Uma ponte para o Futuro: a introdução de idade mínima para aposentaria na reforma da Previdência. Já chegaram ao Jaburu o deputado Paulinho da Força (SD-SP), os ex-ministros Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, todos do PMDB. Cunha deixou a residência oficial do vice por voltas das 10h15.

“O que a gente não pode é ver alguns setores quererem jogar a crise econômica nas costas dos trabalhadores. Estamos com bastante receio. Vemos alguns empresários e economistas vindo aqui para dizer que tem que mexer na previdência e desvincular o salário mínimo dos aposentados. Isso tudo nos preocupa, porque são direitos conquistados ao longo do tempo”, disse Paulinho, opositor declarado do PT e do governo Dilma Rousseff.

Leia também:

Temer à CNN: Brasil não é ‘republiqueta capaz de golpe’

Nos bastidores, Dilma já defende novas eleições