Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serra e Dilma não vão recorrer de todas as multas eleitorais

As equipes jurídicas dos candidatos à Presidência Dilma Rousseff, do PT, e José Serra, do PSDB, não pretendem recorrer de todas as multas aplicadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral antecipada. A chapa do tucano já recebeu multas no valor total de 25.000 reais, enquanto Dilma e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram multados em 33.000 reais. A candidata Marina Silva, do PV, não recebeu punições do TSE até o momento.

O advogado da petista, Márcio Silva, afirmou em entrevista à Agência Brasil que entrará com recurso contra cinco das sete multas, somente as que tratam de assuntos ainda não consensuais entre os ministros do TSE, como a instalação de painel no comitê de Brasília. Na opinião do advogado, as demais, que se referem a inserções eleitorais no horário político gratuito do PT à citação da candidata pelo presidente em eventos públicos, não serão contestadas.

A chapa de Serra, que já tem cinco multas, incluindo uma contra o vice Indio da Costa, não deu tantos detalhes sobre os recursos ao TSE. O advogado Ricardo Penteado adiantou apenas que não irá recorrer da multa referente à propaganda do candidato no programa partidário do Rio Grande do Sul. Ele acredita que, em alguns casos, a insistência de contestação pode prejudicar ainda mais a imagem dos políticos.